Defender a saúde e os direitos dos trabalhadores

IMG 20200625 085109 web min af36bPROTESTO JUNTO À CÂMARA DE SANTIAGO DO CACÉM

A Comissão Sindical do STAL nas autarquias de Santiago do Cacém, realizou hoje, 25, uma concentração junto à Câmara Municipal de Santiago do Cacém, a exigir condições de trabalho, garantia dos direitos, aumentos salariais e a atribuição do Suplemento de Insalubridade Penosidade e Risco.

Ler mais...

Trabalhadores da EGF protestaram hoje à porta da empresa

IMG 20200623 104926 658 eb de2bfTrabalhadores, dirigentes e delegados sindicais, protestaram hoje, na sede da EGF, em Linda-a-Velha, a exigir o cumprimento do direito constitucional à contratação colectiva e o início do processo negocial do contrato colectivo de trabalho.

O protesto convocado pelo STAL e pela FIEQUIMETAL, exige ainda o aumento dos salários, a valorização das carreiras e a melhoria das condições de trabalho, destes trabalhadores, que desempenham funções essenciais às populações.

Ver fotos

Ver resolução

Em luta pelo aumento de salários e melhoria das condições de trabalho

200615 CartazConcentracaoEGF 23Junho edited 220cdTRABALHADORES DAS EMPRESAS DO GRUPO EGF MANIFESTAM-SE DIA 23

Os trabalhadores do grupo EGF, cuja actividade se concentra na área da recolha e tratamento de resíduos urbanos, vão concentrar-se na próxima terça-feira, 23, pelas 10.30 horas, junto à sede da empresa-mãe, em Linda-a-Velha, no concelho de Oeiras.

A acção tem como objectivo exigir a abertura de negociações sobre o aumento dos salários e de outras prestações pecuniárias, com vista à reposição do poder de compra perdido nos últimos anos.

Ler mais...

Trabalhadores da EGF estão em luta no próximo dia 23

200615 CartazConcentracaoEGF 23Junho edited 220cdA acção convocada pelo STAL e pela FIEQUIMETAL, decorrerá no dia 23, junto à sede de EGF, em Linda-a-Velha, e contará com trabalhadores das 11 empresas que constituem o grupo EGF.

Os trabalhadores estão em luta a exigir o cumprimento do direito constitucional à contratação colectiva, reivindicam o início do processo negocial do contrato colectivo de trabalho.

Exigem ainda o aumento dos salários, a valorização das carreiras e a melhoria das condições de trabalho.

O STAL irá participar na reunião do executivo da EPSU a 10 e 11 de Junho

epsu fed99A pandemia COVID-19 tornou mais visíveis as gritantes desigualdades e injustiças à escala mundial, as consequências da privatização, do desmantelamento ou ausência de serviços públicos de saúde em inúmeros países, contrárias à resposta sanitária e a critérios de valoração da vida humana, em função do seu valor intrínseco, mostrando o que significa a solidariedade para os neoliberais e seus parentes, eles que estão sempre dispostos a afirmar o respeito absoluto pelos direitos humanos e pela liberdade individual. Mergulhada na crise, e perante as diferenciadas consequências do surto epidémico em cada um dos seus 27 membros, a União Europeia tem vindo a revelar a sua natureza de classe.

Em vez da resposta solidária e cooperação que se exigiria, a União Europeia tem tido uma postura que se tem pautado pela ausência de soluções adequadas à dimensão dos problemas, prevalecendo os interesses das principais potências e os interesses dos grandes grupos económicos e financeiros, preocupados que estão em manter o seu domínio no período pós-pandémico.

Ler mais...

STAL exige aplicação do suplemento a todos os trabalhadores em iguais condições de laboração

DSC 0488 edited de179PROJECTOS SOBRE SUPLEMENTO DE INSALUBRIDADE, PENOSIDADE E RISCO BAIXAM À COMISSÃO

Em resultado da petição entregue pelo STAL na Assembleia da República, o documento, que recolheu cerca de 20 mil assinaturas, assim como os projectos de lei apresentados pelos grupos parlamentares do PCP, PEV e BE, baixaram à comissão após o debate realizado na passada sexta-feira, dia 5.

Na acção realizada no exterior, enquanto decorria no parlamento o debate da petição, mais de uma centena de dirigentes, delegados e activistas do STAL e do STML, aprovaram uma resolução, na qual recordam que mais de 126 mil trabalhadores da Administração Local cumprem diariamente tarefas da maior importância para as populações, muitas das vezes em condições de insalubridade, penosidade e risco, sem auferirem qualquer compensação remuneratória ou beneficiarem de acréscimo de direitos.

Ver fotos

Ler mais...

Pela aplicação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco

ACTIVISTAS DO STAL CONCENTRAM-SE NA SEXTA-FEIRA, 5, JUNTO AO PARLAMENTO

Dirigentes, delegados e activistas do STAL concentram-se na próxima sexta-feira, dia 5, pelas 10 horas, frente à Assembleia da República, para exigir a regulamentação e aplicação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco, tal como consta da petição promovida pelo Sindicato, que sobe nesse dia a plenário.

A concentração contará com a presença da Secretária Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha, assim como de representantes da União de Sindicatos de Lisboa – CGTP-IN e do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa.

Ler mais...

Direcção Nacional do STAL reuniu em Lisboa

IMG 7796 edited 48620RELATÓRIO E CONTAS E ACÇÃO REIVINDICATIVA

A Direcção Nacional do STAL reuniu, no dia 28, em Lisboa, na reunião foram discutidas e aprovadas as principais acções reivindicativas, formas de luta e ainda o relatório de actividades e contas de 2019.

Procurando retomar a normalidade do funcionamento do Sindicato, a Direcção Nacional discutiu e aprovou as principais frentes de trabalho a desenvolver no momento que atravessamos, definindo como prioritárias a luta pelo aumento dos salários, a melhoria das condições de trabalho, a atribuição de suplementos, designadamente o Suplemento de Insalubridade Penosidade e Risco.

Na reunião foram igualmente discutidos e aprovados os documentos de contas e das actividades desenvolvidas em 2019, ficando bem patente a forte capacidade reivindicativa e a solidez financeira do STAL, cujo financiamento depende unicamente da quotização dos seus associados.

Resolução - Dignificar os Trabalhadores da Protecção Civil

Resolução - A luta pelo suplemento de insalubridade, penosidade e risco é justa e vai continuar!

Saudação - Aos trabalhadores no combate à pandemia

Fotos

Trabalhadores receberam os Directores da ERSUC em protesto

Ersuc 1 3c529 No dia 25, pelas 14h, os trabalhadores da ERSUC juntaram-se à porta da empresa, em Coimbra, para receber os directores da EGF que visitavam as instalações da empresa.

Os trabalhadores quiseram demonstrar o seu descontentamento pela forma como estão a ser tratados pelo grupo EGF, exigindo mais salários, o direito à contratação colectiva, subsídio de risco extraordinário e melhores condições de trabalho.

Ersuc 2 3737b Ersuc 4 62bc8 Ersuc 5 e449e

Empresa Águas do Alto Minho promove trabalho precário

stal agua 25277A Empresa Águas do Alto Minho, S.A, que iniciou actividade a 2 de Janeiro de 2020 celebrou recentemente um contrato milionário com a empresa EGOR OUTSOURCING, no valor de 468.836,88 €, contratação de pessoal para as lojas de atendimento e atendimento telefónico, para um período de 3 anos. Tratando-se de necessidades efectivas e permanentes dos quadros de pessoal não se compreende o recurso a esta forma de contratação senão por má fé.

Ler mais...

STAL condena a intenção da Câmara Municipal de Elvas de privatizar a recolha de lixo

privatizarDepois da privatização do serviço público de abastecimento de água, sem que isso se tenha traduzido em melhores serviços e em preços mais acessíveis, bem pelo contrário, a maioria PS pretende entregar a recolha de lixo a uma empresa privada, comportando-se desta forma como uma espécie de comissão liquidatária dos serviços municipais.

O STAL condena firmemente esta intenção que, a concretizar-se, conduzirá, mais cedo que tarde, como as experiências de privatização noutras localidades demonstram, à redução da qualidade dos serviços, à degradação das condições de trabalho e ao aumento dos custos para o município e populações.

Ler mais...

STAL conquista subsídio extraordinário na AMBILITAL

200422 Pancartaz 1Maio Subsidio 9834aGARANTIR A SEGURANÇA E A VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES

O STAL e o Conselho de Administração da AMBILITAL firmaram um acordo que prevê a atribuição do subsídio extraordinário no valor de 300€, a todos os trabalhadores, e garante durante o surto COVID-19, os rendimentos aos trabalhadores sujeitos a medidas de confinamento.

O STAL há muito que exige a valorização salarial e profissional dos trabalhadores da AMBILITAL, através do aumento anual e progressivo dos salários e da atribuição de suplementos remuneratórios, nomeadamente do suplemento de insalubridade, penosidade e risco, reivindicações que a atual situação de saúde pública a que estamos expostos, torna ainda mais evidente e inadiável.

Face à situação da pandemia de COVID-19, em Março, o STAL enviou um ofício ao Conselho de Administração (C.A.), reivindicando um conjunto de medidas excepcionais de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) que deviam ser adoptadas pela empresa, das quais destacamos o “Pagamento integral da retribuição a todos os trabalhadores de forma a garantir a necessária tranquilidade social, o foco e a concentração daqueles que se encontram ao serviço”.

Ler mais...

75º aniversário da Vitória sobre o nazi-fascismo

75AniversarioFimGuerra 0cd3bPELA LIBERDADE, A PAZ E A VERDADE
NÃO AO FASCISMO E À GUERRA

No dia 2 de Maio de 1945, o Exército Soviético tomou o Reichstag, em Berlim. Poucos dias depois, a 8 de Maio, a Alemanha nazi assinava a sua rendição incondicional. No dia seguinte, 9 de Maio, milhões de pessoas comemoraram o dia que passou à História como o dia da Vitória.

Ler mais...

Mais que uma efeméride uma urgência nos locais de trabalho.

DiaPrevencao 5953928 DE ABRIL: DIA NACIONAL DE SEGURANÇA E PREVENÇÃO NO TRABALHO

No dia 28 de Abril comemora-se o Dia Nacional de Segurança e Prevenção no Trabalho, efeméride que o STAL saúda pela sua importância simbólica e relembrando que a Segurança e Saúde no Trabalho não podem consistir, apenas, num ato evocativo mas sim constituírem uma realidade e uma característica dos locais de trabalho.

Ler mais...

Comemorar Maio em luta

200421 cartaz 1 maio web d960a DEFENDER A SAÚDE E OS DIREITOS DOS TRABALHADORES

Vamos comemorar este 1.º de Maio num momento de grande complexidade no país e no mundo. A actual situação de pandemia inspira cuidados a todos, mas atinge de forma particular os trabalhadores.

São os trabalhadores que estão na linha da frente deste combate, assegurando a saúde e todos os serviços públicos essenciais, a produção e distribuição de bens e serviços essenciais, entre outras funções. Sem os trabalhadores nada funciona e são eles os mais afectados pelas respostas políticas desequilibradas e medidas que não têm em conta o respeito pelos direitos consagrados.

Cartaz

Hino CGTP-IN

Internacional

Ler mais...