STAL exige mudança de rumo do País e reforço dos direitos dos trabalhadores

IMG 8313 web 042d4 PROSSEGUIR E INTENSIFICAR A LUTA POR UMA VIDA MELHOR!

A Direção Nacional do STAL, reunida esta quinta-feira (3 de dezembro de 2020), na Casa do Alentejo, em Lisboa, reitera a determinação em prosseguir e intensificar a luta dos trabalhadores da Administração Local por uma vida melhor.

A resolução aprovada por unanimidade realça que a intervenção sindical na defesa dos direitos e interesses dos trabalhadores torna-se ainda mais necessária neste quadro de grave crise económica e social que se acentua a cada dia, agudizada pela situação pandémica que assola o Mundo e o País.

Ver resolução

Trabalhadores das autarquias, da água e saneamento, dos resíduos, dos bombeiros e proteção civil, entre outros, assumiram sem vacilar as suas funções de forma exemplar no combate à pandemia e no funcionamento de serviços públicos essenciais, mesmo sendo alvo de enormes injustiças que a pandemia expôs com maior nitidez, como os salários de miséria, as carreiras desvalorizadas, a precariedade, a ausência de serviços efetivos de saúde e segurança no trabalho.

Recentemente, a Assembleia da República aprovou o Orçamento do Estado (OE) para 2021, e apesar de o documento final ser melhor do que aquele que entrou, este não assegura a mudança de rumo que o País precisa e os trabalhadores exigem, e não reconhece o esforço nem responde às necessidades, anseios e expectativas dos trabalhadores da Administração Local que vêem uma vez mais as suas condições de vida e de trabalho deteriorarem-se.
Perante a ausência de respostas aos problemas vividos pelos trabalhadores e o agravamento da crise económica e social, não resta outro caminho que não seja o da intensificação da acção reivindicativa nos locais de trabalho e da luta pela melhoria das condições de vida e de trabalho, comprometendo-se o STAL com o acompanhamento e intervenção permanentes na resposta aos problemas dos trabalhadores.

O Sindicato e os trabalhadores não abdicam do aumento dos salários, nomeadamente de 90 euros para todos e de um salário mínimo nacional de 850 euros no curto prazo; de carreiras dignas e da revogação do SIADAP, exigência em torno da qual iremos lançar uma campanha nacional; não baixam os braços pela eliminação da norma que impede a justa reparação por motivo de acidente de trabalho; não abdicam da luta contra a precariedade e da revogação das normas gravosas da legislação laboral e irá prosseguir o combate pelo reforço dos serviços públicos, contra as privatizações.

Por tudo isto, a Direção Nacional do STAL manifesta a sua firme determinação em prosseguir a luta pela concretização das suas reivindicações, e apela à participação empenhada dos trabalhadores do sector na semana de luta de 7 a 11 de Dezembro, convocada pela CGTP-IN, sob o lema “Proteger os Trabalhadores! Aumentar salários! Garantir direitos!”, pelo emprego com direitos, contratação coletiva, 35 horas, reforço dos serviços públicos”.

 

Acções programadas

Dia 9 - Lisboa - 15,00 h – Concentração activistas Grupo “Águas de Portugal” (Ministério das Finanças)

Dia 9 - Valpaços - 9,30 h – Plenário distrital de activistas de Vila Real

Dia 9 - Fronteira - 10,00 h – Concentração pela melhoria das condições de trabalho (frente à C.M.)

Dia 9 - Beja - 10,00h - Reunião Comissão Sindical da EMAS – Empresa Municipal de Águas e Saneamento, com entrega do Caderno Reivindicativo (12,00h)

Dia 9 - Covilhã - 08,30h - Plenário trabalhadores da Câmara Municipal

Dia 9 - Cantanhede - 08,45h e 13,00h - INOVA, EM – contactos com trabalhadores – negociação AE

Dia 9 - Setúbal - 14,00h – Plenário geral trabalhadores da AMBILITAL

Dia 10 - Bragança - 10,00 h – Plenário distrital de activistas

Dia 10 - Beja - 12,30H - Plenário trabalhadores da RESIALENTEJO, EIM - exigindo resposta à proposta de A.E.

Dia 10 - Évora - 16,00 h – Cordão Humano, com concentração no Lg. Camões e desfile até ao Templo Romano

Dia 10 - Fundão - 08,30h – Plenário de trabalhadores da Câmara Municipal

Dia 10 - Coruche - 08,30h - Plenário e contactos com os trabalhadores da Câmara Municipal

Dia 10 - Benavente - 09,00h – Plenário e contactos com os trabalhadores da Câmara Municipal

Dia 11 - Beja - 07,00h - Plenário trabalhadores da Câmara Municipal e, às 09,00h - desfile para entrega do Caderno Reivindicativo

Dia 11 - Castelo Branco - 07,00h - Plenário trabalhadores dos Serviços Municipalizados de Resíduos Urbanos

Dia 11 - Silves - 08,00h – Plenário trabalhadores da Câmara Municipal

Dia 11 - Faro - 14,30h – Contacto com os trabalhadores da FAGAR

Dia 11 - Felgueiras - 11,30h - Concentração pela melhoria das condições de trabalho – CM Felgueiras (armazéns gerais)

Dia 11 - Aveiro - 13,30h - Plenário com os trabalhadores da ERSUC

Dia 11 - Portalegre - 8,30 h – Plenário trabalhadores “Águas de LVT” (ETAR Portalegre) e Conferência de Imprensa (CIM)