Presidente demissionário da ADSE toma decisões ilegítimas

ADSE5 048b7PROTESTO DE MEMBROS DO CONSELHO GERAL E DE SUPERVISÃO DA ADSE-IP

Membros do Conselho Geral e de Supervisão da ADSE-IP protestam contra a tomada de medidas que excedem o exercício de uma gestão corrente.

O STAL teve conhecimento de um protesto enviado hoje, 15 de Maio, ao Presidente do Conselho Directivo da ADSE-IP, subscrito por elementos do Conselho Geral e de Supervisão, designadamente: Francisco Braz; António Nabarrete; Manuel Ramos; Eugénio Rosa; Isabel Quintas e Rosário Gama.

No protesto enviado, os membros do Conselho Geral denunciam que apesar da condição de demissionário, o Presidente «continua a tomar decisões não só inoportunas, mas também, na nossa opinião, completamente ilegítimas», referindo-se às recentes deliberações, que procedem «à criação de unidades orgânicas e à designação dos titulares de cargos de direção» medidas que apenas deveriam ser tomadas por um «Conselho Diretivo, plenamente constituído e formalmente legitimado para o pleno exercício das respetivas competências.»

Para além do firme protesto contra o comportamento do Presidente demissionário, os subscritores do protesto esperam que Liberato Baptista «se abstenha da prática de quaisquer atos que, de alguma forma, colidam com a boa gestão da ADSE ou visem constituir situações de facto condicionantes da ação do próximo Conselho Diretivo.»