Pôr fim à tragédia

incendiopedrogao 288px STAL SOLIDÁRIO COM BOMBEIROS, TRABALHADORES DAS AUTARQUIAS E POPULAÇÕES QUE COMBATEM OS FOGOS

Face à calamidade dos incêndios que continuam a lavrar no País, o STAL manifesta a sua solidariedade e louva o esforço e dedicação dos bombeiros profissionais e voluntários, dos profissionais da Proteção Civil, bem como dos trabalhadores das autarquias locais, que que há meses combatem heroicamente as chamas, arriscando as próprias vidas em socorro das populações afetadas.

Lamentavelmente, entre Janeiro e meados de Agosto, foram registados cerca de dez mil incêndios florestais que consumiram 141 mil hectares, área muito superior à média da última década que rondou os 22 mil hectares.

O fogo já consumiu mais 26 mil hectares de área florestal, tendo o número de ignições aumentado 2575, em relação ao ano passado, segundo dados provisórios da Protecção Civil, que não contabilizam as ocorrências mais recentes.

Perante a verdadeira catástrofe que flagela várias regiões país, não esquecendo a tragédia humana sem precedentes, ocorrida na zona de Pedrógão Grande, o STAL insiste na urgência da adopção de verdadeiras políticas de prevenção e combate aos incêndios e da tomada de medidas de protecção civil que garantam a segurança das populações e dos operacionais.

O STAL sublinha ainda a necessidade de responder às exigências de melhoria das condições de trabalho dos bombeiros e da regulamentação da sua carreira, medidas que o Governo continua a protelar.