STAL exige reconhecimento da Palestina

palestineEXEMPLO DA SUÉCIA DEVE SER SEGUIDO PELO GOVERNO PORTUGUÊS.

Face ao reconhecimento do Estado da Palestina pelo Governo da Suécia, formalizado oficialmente por decreto hoje, dia 30, o STAL exorta o governo português a tomar uma decisão no mesmo sentido.

Ler mais...

31 Outubro - Manifestação dos trabalhadores da Administração Pública

manifAP-31OutNO PRÓXIMO DIA 31 DE OUTUBRO ESTAMOS EM LUTA:
  • Pelo direito ao horário de trabalho de 35 horas semanais e 7 horas diárias para todos;

  • Pela publicação imediata dos ACEP assinados e ilegalmente congelados pelo governo;

  • Pela retroactividade a 1 de Julho de 2014 do aumento do Salário Mínimo Nacional na Administração Pública e extensão como salário de referência a todos os trabalhadores bem como na sua fixação em 540 € a partir de 1 de Janeiro de 2015, de acordo com a proposta da CGTP;

  • Pela resolução das situações de trabalho precário, emprego sem direitos, com a passagem a efectivos de todos os trabalhadores que ocupam postos de trabalho permanentes, particularmente os muitos milhares de trabalhadores com contratos de emprego e inserção;

  • Pela exigência da demissão do governo, com realização de eleições e por políticas de esquerda, patrióticas e soberanas.
Ver comunicado geral
Ver comunicado - aposentados
Ver cartaz

 

Acordo assinado com o Município de Portel

municipioportelGARANTIDAS AS 35 HORAS DE TRABALHO SEMANAL

No dia, 22 de Outubro pelas 14 horas, foi assinado um ACEP negociado entre o STAL e o Município de Portel, constituindo-se este como o 10.º Município do Distrito a assinar este tipo de acordo.

Numa afirmação do Direito à Contratação Coletiva e da autonomia dos órgãos do Poder Local o STAL continua a desenvolver a negociação coletiva com a assinatura de ACEP por todo o País, prosseguindo assim a intransigente e abnegada luta pelo direito à manutenção do horário de trabalho de 35 horas semanais e sete diárias, para os trabalhadores da Administração Local.

Trabalhadores e autarquias contra alienação da EGF

PELA GESTÃO PÚBLICA DOS RESÍDUOS

Mais de um milhar de trabalhadores das empresas da EGF e do sector de resíduos de várias câmaras da Área Metropolitana de Lisboa manifestaram-se hoje contra a venda da Empresa Geral do Fomento.

Ler mais...

Vamos travar a privatização da EGF

cartaz protesto EGF
Prosseguindo a sanha privatizadora, o Governo aprovou a venda da EGF ao grupo Mota-Engil/SUMA. Esta decisão é um roubo, um negócio ruinoso amplamente rejeitado pelos trabalhadores, populações e pela esmagadora maioria dos autarcas, como evidencia a recusa de 162 municípios, de um total de 174 que integram a EGF, em vender as acções de que são detentores bem como as várias providências cautelares interpostas pelas autarquias, confirmando o completo isolamento do Governo.

Ler mais...

Cresce o protesto agendado para o dia 23 de Outubro

«EM DEFESA DA GESTÃO PÚBLICA DOS RESÍDUOS, NÃO À PRIVATIZAÇÃO DA EGF»

reuniaovalorsulO STAL, o SITE e o STML, reuniram com várias autarquias que integram o sistema da Valorsul, para debater as consequências da venda da EGF anunciada pelo Governo e analisar algumas acções a levar a cabo com vista a travar a privatização da empresa pública de tratamento e valorização de resíduos urbanos.

Ler mais...

STAL apela à mobilização para manifestação de 31 de Outubro

141010 ComissaoExecutiva thumb PELA PUBLICAÇÃO DOS ACEP E RETROACTIVIDADE DO SMN

A Comissão Executiva do STAL, hoje reunida, apelou à mobilização dos trabalhadores das autarquias para a manifestação nacional da Administração Pública, de dia 31, insistindo na publicação dos acordos colectivos e exigindo a retroactividade do aumento do salário mínimo na Administração Pública.

Ler mais...

Exigimos a publicação dos ACEP

MILHARES DE TRABALHADORES DA ADMINISTRAÇÃO LOCAL PROTESTAM À PORTA DO CONSELHO DE MINISTROS

Muitos milhares de trabalhadores das autarquias protestaram hoje em lisboa, com concentração às 10horas na Estrela desfilaram até à Presidência do Conselho de Ministros.

Ler mais...

Acordos são para valer

35 horas para todosSTAL REJEITA INTROMISSÃO DO GOVERNO

O STAL reafirma que o direito constitucional à contratação colectiva e o princípio da autonomia do poder local não são palavras mortas que o Governo pode ignorar à sua vontade, mesmo que para isso pretenda escudar-se num parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria-Geral da República, que prima pela ambiguidade.

Ler mais...

Subsídio de turno pago nas férias

policiaMARCO DE CANAVESES

Os trabalhadores polícias municipais da Câmara de Marco de Canaveses viram recentemente reconhecido o direito pagamento do subsídio de turno durante o período de férias.

Esta melhoria foi obtida na sequência da acção directa do STAL, à semelhança do que já tinha acontecido com os vigilantes na Câmara Municipal de Valongo.

Cumprir o acordo, aplicar as 35 horas

salvaterra PLENÁRIO EM SALVATERRA DE MAGOS

Os trabalhadores da CM de Salvaterra de Magos estiveram hoje de manhã, dia 1 de Outubro, reunidos em plenário, onde aprovaram uma resolução que exige a aplicação 35 horas no município.

Ler mais...

STAL Coimbra celebra acordos de 35 horas

20140930 095430 RESISTÊNCIA E LUTA GARANTEM VITÓRIA DOS TRABALHADORES

Foi hoje, dia 30 de Setembro, celebrado ACEP com o Município de Coimbra, neste «ficam salvaguardados os direitos dos trabalhadores», «mantendo a jornada semanal de trabalho nas 35 horas semanais e 7 diárias», anuncia a Direcção Regional de Coimbra em comunicado.

Ler mais...

STAL exige publicação imediata dos acordos (ACEP)

35 horasGOVERNO INSISTE NA OCULTAÇÃO E NA ILEGALIDADE

Um governo prepotente que não cumpre a Constituição nem cumpre decisões do Tribunal Central Administrativo, insistindo em negar a divulgação do parecer da PGR sobre os ACEP.

Ler mais...