Publicado primeiro acordo sobre as 35 horas

LUTA OBRIGA GOVERNO A RECUAR

 MG 0164 net O Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública (ACEEP) celebrado entre o STAL e Município de S. Roque do Pico (Açores) foi publicado na terça-feira, 20, no Diário da República, II Série.

Ler mais...

STAL saúda a vitória do povo de Tessalónica contra a privatização da água

manif eyathOs cidadãos de Tessalónica realizaram ontem, dia 18 de Maio, um referendo sobre a privatização da empresa pública de água, a EYATH.

A privatização, imposta pela troika e pelo governo, foi esmagadoramente derrotada, com 98% dos votos.
O referendo foi organizado com o apoio dos 11 municípios que integram a região metropolitana de Tessalónica. Apesar das manobras de última hora do governo grego para impedir o referendo, incluindo ameaças de prisão para os organizadores, a consulta popular foi um sucesso.

O resultado é uma extraordinária vitória para a defesa da água pública! Um resultado que não deixa margem para dúvidas. A ida às urnas foi perto de 220.000 eleitores, dos mais de 500.000 cidadãos que votaram nas eleições municipais que foram realizadas simultaneamente.

Conforme declarou Jan Willem, secretário-geral adjunto da Federação Sindical Europeia de Serviços Públicos (FSESP), organização que o STAL faz parte, «Estes números são uma forte resposta às ameaças do governo. As pessoas falaram. Esperamos que o Governo grego, a Troika e as empresas concorrentes à privatização, a Suez Environnement e sua parceira grega, a empresa Ellaktor as ouçam. As empresas devem retirar-se. Felicitamos o povo de Salónica e os activistas. É um grande dia para a democracia local.»

Reafirmando a sua solidariedade, o STAL saúda calorosamente os cidadãos de Tessalónica, os trabalhadores da EYATH e os seus representantes por esta extraordinária vitória, pela coragem e empenho em defesa da água pública, dos postos de trabalho, da justiça social.

STAL assina acordo de 35 horas com o Município de Campo Maior

140514 CampoMaior mini O STAL assinou com o município de Campo Maior um Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública, para além de outras matérias este acordo visa a manutenção das 35 horas de trabalho semanal e 7 diárias.

Sindicatos, autarquias e utentes lançam Manifesto contra a privatização da EGF

HOJE, QUINTA-FEIRA,15, NA SEDE DO STAL

Um conjunto de sindicatos, autarquias e associações de utentes promoveram hoje, pelas 11,30 horas, na Sede Nacional do STAL, uma conferência de imprensa para apresentar o Manifesto contra a privatização da EGF , e anunciar a realização de uma concentração no próximo dia 6 de Junho, pelas 10 horas, junto à Assembleia da República.

 

Ler mais...

STAL exige regulamentação da fiscalização

REVISÃO DAS CARREIRAS

O reconhecimento das carreiras de Fiscalização da Administração Local como carreiras especiais tem sido protelado, tanto pelo anterior governo PS/José Sócrates como pelo actual de Passos Coelho e Paulo Portas, tendo por objectivo a sua liquidação, dando continuidade à crescente destruição da Administração Pública e desvalorização dos seus trabalhadores.

ACEEP assinado com a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central

GARANTIDAS AS 35 HORAS DE TRABALHO SEMANAIS

Assinatura ACEEP CIMAC NET O STAL estabeleceu acordos colectivos (ACEEP), nos dias 6 e 7 de Maio, com a Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central e a Freguesia de Nossa Senhora da Graça do Divor, respectivamente.

Estes acordos visam a manutenção do horário de trabalho nas 35 horas semanais e 7 diárias. Com estes já se contabilizam quarenta acordos assinados com diversas entidades do distrito de Évora.

Boicote inaceitável do Governo

PUBLICAÇÃO DOS ACEEP É UMA EXIGÊNCIA LEGAL

SemanaLutaACEEP - netO Governo continua a bloquear as mais de três centenas e meia de acordos já assinados pelo STAL que consagram as 35 horas nas autarquias, numa atitude de claro desprezo pelo direito à contratação colectiva e de desrespeito pela autonomia das autarquias.

Ler mais...

Trabalhadores da autarquia Bracarense exigem as 35 horas

Dezenas de trabalhadores da Câmara Municipal de Braga, Transportes Urbanos de Braga/EM, AGERE, Parque de Exposições de Braga/EM, Theatro Circo e Bragahabit, estiveram hoje reunidos em plenário, frente à C.M. de Braga, para exigir a celebração de acordo colectivo (ACEEP) entre a Câmara de Braga e o STAL, mantendo o horário de 35 horas semanais, à semelhança do que já se verifica na maioria das autarquias e Juntas de Freguesia do país.