Pela aplicação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco

ACTIVISTAS DO STAL CONCENTRAM-SE NA SEXTA-FEIRA, 5, JUNTO AO PARLAMENTO

Dirigentes, delegados e activistas do STAL concentram-se na próxima sexta-feira, dia 5, pelas 10 horas, frente à Assembleia da República, para exigir a regulamentação e aplicação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco, tal como consta da petição promovida pelo Sindicato, que sobe nesse dia a plenário.

A concentração contará com a presença da Secretária Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha, assim como de representantes da União de Sindicatos de Lisboa – CGTP-IN e do Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa.

Ler mais...

Direcção Nacional do STAL reuniu em Lisboa

IMG 7796 edited 48620RELATÓRIO E CONTAS E ACÇÃO REIVINDICATIVA

A Direcção Nacional do STAL reuniu, no dia 28, em Lisboa, na reunião foram discutidas e aprovadas as principais acções reivindicativas, formas de luta e ainda o relatório de actividades e contas de 2019.

Procurando retomar a normalidade do funcionamento do Sindicato, a Direcção Nacional discutiu e aprovou as principais frentes de trabalho a desenvolver no momento que atravessamos, definindo como prioritárias a luta pelo aumento dos salários, a melhoria das condições de trabalho, a atribuição de suplementos, designadamente o Suplemento de Insalubridade Penosidade e Risco.

Na reunião foram igualmente discutidos e aprovados os documentos de contas e das actividades desenvolvidas em 2019, ficando bem patente a forte capacidade reivindicativa e a solidez financeira do STAL, cujo financiamento depende unicamente da quotização dos seus associados.

Resolução - Dignificar os Trabalhadores da Protecção Civil

Resolução - A luta pelo suplemento de insalubridade, penosidade e risco é justa e vai continuar!

Saudação - Aos trabalhadores no combate à pandemia

Fotos

Trabalhadores receberam os Directores da ERSUC em protesto

Ersuc 1 3c529 No dia 25, pelas 14h, os trabalhadores da ERSUC juntaram-se à porta da empresa, em Coimbra, para receber os directores da EGF que visitavam as instalações da empresa.

Os trabalhadores quiseram demonstrar o seu descontentamento pela forma como estão a ser tratados pelo grupo EGF, exigindo mais salários, o direito à contratação colectiva, subsídio de risco extraordinário e melhores condições de trabalho.

Ersuc 2 3737b Ersuc 4 62bc8 Ersuc 5 e449e

Empresa Águas do Alto Minho promove trabalho precário

stal agua 25277A Empresa Águas do Alto Minho, S.A, que iniciou actividade a 2 de Janeiro de 2020 celebrou recentemente um contrato milionário com a empresa EGOR OUTSOURCING, no valor de 468.836,88 €, contratação de pessoal para as lojas de atendimento e atendimento telefónico, para um período de 3 anos. Tratando-se de necessidades efectivas e permanentes dos quadros de pessoal não se compreende o recurso a esta forma de contratação senão por má fé.

Ler mais...

STAL condena a intenção da Câmara Municipal de Elvas de privatizar a recolha de lixo

privatizarDepois da privatização do serviço público de abastecimento de água, sem que isso se tenha traduzido em melhores serviços e em preços mais acessíveis, bem pelo contrário, a maioria PS pretende entregar a recolha de lixo a uma empresa privada, comportando-se desta forma como uma espécie de comissão liquidatária dos serviços municipais.

O STAL condena firmemente esta intenção que, a concretizar-se, conduzirá, mais cedo que tarde, como as experiências de privatização noutras localidades demonstram, à redução da qualidade dos serviços, à degradação das condições de trabalho e ao aumento dos custos para o município e populações.

Ler mais...

STAL conquista subsídio extraordinário na AMBILITAL

200422 Pancartaz 1Maio Subsidio 9834aGARANTIR A SEGURANÇA E A VALORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES

O STAL e o Conselho de Administração da AMBILITAL firmaram um acordo que prevê a atribuição do subsídio extraordinário no valor de 300€, a todos os trabalhadores, e garante durante o surto COVID-19, os rendimentos aos trabalhadores sujeitos a medidas de confinamento.

O STAL há muito que exige a valorização salarial e profissional dos trabalhadores da AMBILITAL, através do aumento anual e progressivo dos salários e da atribuição de suplementos remuneratórios, nomeadamente do suplemento de insalubridade, penosidade e risco, reivindicações que a atual situação de saúde pública a que estamos expostos, torna ainda mais evidente e inadiável.

Face à situação da pandemia de COVID-19, em Março, o STAL enviou um ofício ao Conselho de Administração (C.A.), reivindicando um conjunto de medidas excepcionais de Segurança e Saúde no Trabalho (SST) que deviam ser adoptadas pela empresa, das quais destacamos o “Pagamento integral da retribuição a todos os trabalhadores de forma a garantir a necessária tranquilidade social, o foco e a concentração daqueles que se encontram ao serviço”.

Ler mais...

75º aniversário da Vitória sobre o nazi-fascismo

75AniversarioFimGuerra 0cd3bPELA LIBERDADE, A PAZ E A VERDADE
NÃO AO FASCISMO E À GUERRA

No dia 2 de Maio de 1945, o Exército Soviético tomou o Reichstag, em Berlim. Poucos dias depois, a 8 de Maio, a Alemanha nazi assinava a sua rendição incondicional. No dia seguinte, 9 de Maio, milhões de pessoas comemoraram o dia que passou à História como o dia da Vitória.

Ler mais...

Mais que uma efeméride uma urgência nos locais de trabalho.

DiaPrevencao 5953928 DE ABRIL: DIA NACIONAL DE SEGURANÇA E PREVENÇÃO NO TRABALHO

No dia 28 de Abril comemora-se o Dia Nacional de Segurança e Prevenção no Trabalho, efeméride que o STAL saúda pela sua importância simbólica e relembrando que a Segurança e Saúde no Trabalho não podem consistir, apenas, num ato evocativo mas sim constituírem uma realidade e uma característica dos locais de trabalho.

Ler mais...

Comemorar Maio em luta

200421 cartaz 1 maio web d960a DEFENDER A SAÚDE E OS DIREITOS DOS TRABALHADORES

Vamos comemorar este 1.º de Maio num momento de grande complexidade no país e no mundo. A actual situação de pandemia inspira cuidados a todos, mas atinge de forma particular os trabalhadores.

São os trabalhadores que estão na linha da frente deste combate, assegurando a saúde e todos os serviços públicos essenciais, a produção e distribuição de bens e serviços essenciais, entre outras funções. Sem os trabalhadores nada funciona e são eles os mais afectados pelas respostas políticas desequilibradas e medidas que não têm em conta o respeito pelos direitos consagrados.

Cartaz

Hino CGTP-IN

Internacional

Ler mais...

Cumprir Abril - comemorações do 25 de Abril

25Abril 0144c Comemoramos 46 anos da Revolução de Abril – o heróico levantamento militar do Movimento das Forças Armadas, logo seguido por um amplo levantamento popular, que pôs fim a 48 longos anos de obscurantismo e ditadura fascista.

Mais do que uma data, o 25 de Abril assinala o início de um processo revolucionário protagonizado pelo povo e pelos militares progressistas que realizou profundas transformações e conquistas democráticas no nosso país – conquistaram-se liberdades e garantias, direitos políticos, económicos, sociais e culturais, afirmaram-se a soberania e a independência nacionais, que foram consagrados na Constituição da República Portuguesa.

Som móvel- apelo

Grândola Vila Morena

Hino Nacional

Ler mais...

É urgente reconhecer a exposição ao risco em serviços indispensáveis às populações

200413 Cartazes EPI SIPR V3 2683b Tal como noutros sectores essenciais à vida das populações, milhares de trabalhadores da Administração Local continuam a assegurar serviços indispensáveis à salvaguarda da saúde pública e à qualidade de vida das populações, expondo-se a riscos acrescidos sem qualquer tipo de compensação suplementar.

Cartaz

Comunicado

Uma questão de elementar justiça

A regulamentação e aplicação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco na Administração Local é uma antiga e justa revindicação do STAL, que adquire especial acuidade no actual contexto.

Ler mais...

É urgente denunciar, condenar e combater firmemente qualquer tentativa de imposição de políticas de austeridade aos trabalhadores e aos povos

EPSU 7ab58STAL ENVIA CARTA AO GRUPO DO MEDITERRÂNEO DA FSESP

"Estimados Camaradas,

As primeiras palavras são de profunda amizade e solidariedade para convosco, desejando que se encontrem bem, para com o povo e os trabalhadores dos vossos países, e para com todos os que perderam familiares, amigos, companheiros.

Vivemos tempos extremamente duros: perda de milhares de vidas humanas, destruição do tecido social e económico, violação de direitos.

Sabemos que esta grave crise, tal como outras, não é simétrica, atinge e magoa mais uns que outros, países, pessoas, empresas. Em que os fortes tudo fazem para sair mais fortes à custa do empobrecimento dos mais pobres.

Ler mais...

STAL exige protecção prioritária para trabalhadores de primeira linha

bombeiro a6041FALTA DE EQUIPAMENTOS AMEAÇA PESSOAL DAS ASSOCIAÇÕES DE BOMBEIROS

Face à descoordenação e negligência da parte da administração central em assegurar meios de protecção aos trabalhadores de primeira linha, como é caso dos Bombeiros das Associações Humanitárias, o STAL enviou um ofício ao governo em que apela à tomada de medidas excepcionais.

Na missiva, enviada ontem, dia 6, o STAL considera «prioritária a protecção da saúde» dos trabalhadores que garantem e garantirão o funcionamento dos serviços de prestação de socorro no País, nomeadamente, os trabalhadores das Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários.

Ler mais...

Câmara Municipal do Montijo não cumpre os Decretos de Lei e coloca trabalhadores em risco

Montijo 65b12NOTA DA DIRECÇÃO REGIONAL DE SETÚBAL DO STAL

O STAL está consciente da sensibilidade do actual contexto que é novo para todas as partes envolvidas mas em simultâneo achamos que neste momento, como noutros, os decisores devem ver num Sindicato um contributo para as medidas a tomar até pelo facto de este ter experiência de outros contextos semelhantes. Este Executivo coloca um muro ao diálogo e à procura de soluções porque sabe o que está a fazer.

Ler mais...

STAL exige medidas extraordinárias para salvaguardar a saúde dos Sapadores de Braga, suas famílias e utentes

SapadoresBraga 18273CÂMARA DE BRAGA TEM DE ASSUMIR AS SUAS RESPONSABILIDADES

O STAL lamenta profundamente a ocorrência de contágios por COVID-19 a bombeiros profissionais, na Corporação dos Bombeiros Sapadores de Braga, manifesta a sua solidariedade para com toda a corporação e suas famílias e exige que a Câmara Municipal de Braga adopte medidas extraordinárias.

O STAL deseja, antes de mais, as rápidas melhoras a esses bombeiros sapadores infectados por COVID-19.

Numa altura em que o País trava uma enorme batalha para combater a progressão do vírus, o STAL não pode deixar de reivindicar que face ao actual cenário de contágio na corporação, que sejam rapidamente adoptadas medidas extraordinárias de acompanhamento e protecção da saúde dos bombeiros sapadores e da população de Braga.

Ler mais...

STAL-Informa

Subscreva aqui a Newsletter e receba regularmente informação do STAL.

Partilhe connosco as suas preocupações