Bombeiros de Setúbal lutam por horários justos

Bombeiros Sapadores de Setúbal em protesto b0225MELHORAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA CBSS

Os trabalhadores Bombeiros Sapadores de Setúbal manifestaram-se, dia 25, em frente à Câmara Municipal, onde entregaram uma resolução ao Executivo da autarquia exigindo a melhoria das condições de trabalho.

(Foto do jornal Diário da Região Setubalense (online))

O documento entregue exige:

– o fim do autoritarismo, descriminação, atitude intimidatória, subversão das funções de Bombeiro, por parte do Comandante;

– a igualdade de tratamento entre todos os trabalhadores bombeiros;

– uma escala de serviço anual para conciliação da vida profissional com a social e familiar (a actual escala de serviço é mensalmente alterada, causando transtorno nas vidas dos profissionais, havendo trabalhadores com 150 horas por gozar em folgas);

– o fim do banco de horas, pelo gozo das folgas estipuladas e em tempo útil;

– o cumprimento integral do Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública (ACEP), assinado entre o STAL e a Câmara Municipal de Setúbal, por horários justos e dignos, contra a desregulação horária, pela estabilidade;

– o cumprimento dos passos definidos em sede de Sistema de Avaliação (SIADAP), nomeadamente no que respeita à definição dos objectivos;

– o direito ao gozo das tolerâncias estipuladas por despacho, pela Câmara Municipal de Setúbal, à semelhança do que acontece com os restantes trabalhadores.

O STAL, por via de ofício enviado no mesmo dia da acção, mostrou mais uma vez disponibilidade para o diálogo, com vista à satisfação das reivindicações apresentadas. Em caso contrário, os trabalhadores bombeiros, apoiados pelo STAL, adoptarão as formas de luta que entenderem mais adequadas ao alcance dos seus objectivos.