Trabalhadores da Águas de Portugal exigem revisão do ACT

191125 COM21 RevisaoACT Grupo AdP2 1 8b4a1PLENÁRIO NACIONAL - SEDE DA AdP

O STAL e a Fiequimetal promovem um plenário nacional de trabalhadores do grupo Águas de Portugal na próxima sexta-feira, 10, pelas 10:30 horas, junto à sede da empresa em Lisboa.

Os trabalhadores do grupo Águas de Portugal exigem a revisão do acordo colectivo de trabalho, o aumento do salário mínimo para 850€ e um aumento geral dos salários em 90€ para todos os trabalhadores.

 

Os trabalhadores exigem ainda a aplicação integral do actual ACT - Acordo colectivo de trabalho, a revisão salarial tendo em conta a aplicação dos 635,07€ aos trabalhadores do SE- Sector Empresarial e o início da revisão do ACT.

Revisão do ACT

O STAL e a FIEQUIMETAL elaboraram uma proposta de revisão do ACT, prevendo várias melhorias nas condições de trabalho:

  • Redução do período normal de trabalho para sete horas diárias e 35 horas semanais, sem prejuízo dos períodos de duração inferior já em vigor;
  • Acréscimos na retribuição e nos períodos de descanso compensatório relativos ao trabalho suplementar;
  • Aumento da percentagem da retribuição mensal para efeitos do cálculo do subsídio de turno;
  • Revisão do subsídio de isenção de horário de trabalho, cujo montante deve corresponder a uma percentagem entre 20% e 30% da retribuição base mensal;
  • Subsídio de disponibilidade ou prevenção - compensação de 2,30 euros por hora ou fracção do tempo em que o trabalhador esteja sujeito àquele regime;
  • Introduz nova cláusula relativa ao subsídio de periculosidade, insalubridade, penosidade e risco, a ser atribuído em determinadas funções;
  • Fixação do período anual de férias em 25 dias úteis;
  • Actualização da tabela de remunerações com impulsos de 60 euros, tendo como base salarial os 850 euros.