Plenário da Frente Comum à porta do Ministério da Modernização do Estado e Administração Pública

IMG 20200625 153311 edit e90a4CARREIRAS, SALÁRIOS E CONTRATAÇÃO DE TRABALHADORES:
VALORIZAR OS SERVIÇOS PÚBLICOS E AS FUNÇÕES SOCIAIS DO ESTADO!

Dirigentes, Delegados e Activistas Sindicais, da Frente Comum, reunidos em Plenário, no dia 25, em Lisboa, junto ao Ministério da Modernização do Estado e Administração Pública, reafirmaram as principais reivindicações dos trabalhadores: Aumentos salariais justos para todos os trabalhadores; Urgente valorização das carreiras; Defesa e reforço das funções sociais do Estado e dos serviços públicos.

A Frente Comum exige que o governo respeite os milhares de trabalhadores da Saúde à Escola Pública, dos Resíduos Sólidos às Finanças, das Forças de Segurança à Segurança Social, das Inspecções à Cultura, das Autarquias ao Estado Central, que respondem, todos os dias, às necessidades de milhões de pessoas.

Ver fotos
Ver resolução

A resolução aprovada no plenário, reafirma que «Tais dedicação e empenho não podem ser correspondidos com a continuação de políticas de desinvestimento na Administração Pública, nem com a crónica opção pela não valorização dos seus trabalhadores.»

Acrescenta ainda que o momento que vivemos «tornaram também mais claro o papel que os sucessivos governos do PS, PSD e CDS, tiveram na degradação dos Serviços Públicos, de que são exemplo o desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde e na Escola Pública e a descapitalização da Segurança Social» e reafirma a necessidade do reforço dos serviços «garantindo que, tal como noutros, existam políticas de investimento público que assegurem às populações o acesso universal a importantes direitos, cumprindo a Constituição da República Portuguesa.»

A luta vai continuar!

Os Sindicatos da Frente Comum, reunidos em Plenário, reafirmaram que o caminho da Luta é o que garantirá a melhoria das condições de trabalho na Administração Pública e o reforço das Funções Sociais do Estado e exigem:

  • O justo aumento dos salários e a dignificação das carreiras;
  • A contratação imediata de trabalhadores em número adequado para garantir o funcionamento e o reforço dos Serviços;
  • A valorização efectiva dos Serviços Públicos e das Funções Sociais do Estado.

STAL-Informa

Subscreva aqui a Newsletter e receba regularmente informação do STAL.

Partilhe connosco as suas preocupações