Trabalhadores da Administração Pública intensificam luta

IMG 20200625 153109 edit2 e75e8EXIGIR QUE SEJA DADA RESPOSTA ÀS REIVINDICAÇÕES

O Plenário de Sindicatos da Frente Comum, reuniu no dia 9, em frente ao Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública, e decidiu:

1- Exigir a negociação da Proposta Reivindicativa Comum para 2021, entregue ao governo;

2 - Uma efectiva e justa resposta aos problemas dos trabalhadores da Administração Pública;

3 - Prosseguir o caminho da Luta, intensificando-a, até que seja dada resposta às suas reivindicações.

Resolução

Plenário de Sindicatos da Frente Comum

Num momento em que decorre a negociação colectiva geral anual com o governo, os trabalhadores da Administração Pública são confrontados com a total ausência de resposta às suas reivindicações e com a priorização de matérias que não contribuem para a melhoria das suas condições de trabalho.

Se dúvidas houvesse quanto à importância dos trabalhadores da Administração Pública e dos Serviços Públicos, estas ficaram completamente esbatidas com a resposta determinada e com o imprescindível contributo que permitiu nos últimos meses, e permitirá nos próximos, atender às necessidades das populações.

Falar em reforço da Administração Pública deixando para trás a valorização daqueles que asseguram o seu funcionamento. 24 horas por dia. 7 dias por semana. nas mais diversas frentes. é um contra-senso absoluto!

Após uma década de perda de poder de compra, de congelamentos e de falta de recursos humanos, é preciso uma alteração das políticas que nos trouxeram até aqui, contribuindo de forma efectiva para o reforço das funções sociais do Estado e para a valorização dos trabalhadores da Administração Pública!

Perante uma proposta que continua a não valorizar os trabalhadores, só nos resta continuar a LUTAR pela valorização salarial e das carreiras, pelo aumento do número de trabalhadores e pela garantia do reforço do papel do Estado na resposta às necessidades da população.

Assim, o Plenário de Sindicatos da Frente Comum, reunido em frente ao Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública, decide:

1- Exigir a negociação da Proposta Reivindicativa Comum para 2021, hoje entregue ao governo;

2 - Uma efectiva e justa resposta aos problemas dos trabalhadores da Administração Pública;

3 - Prosseguir o caminho da Luta, intensificando-a, até que seja dada resposta às suas reivindicações.

STAL-Informa

Subscreva aqui a Newsletter e receba regularmente informação do STAL.

Partilhe connosco as suas preocupações