Circuito nacional de denúncia prossegue em Aveiro

tribuna bfff8TRIBUNA PÚBLICA PARA DENUNCIAR SALÁRIOS DE MISÉRIA E INCUMPRIMENTOS NO GRUPO EGF/MOTA&ENGIL

O STAL e a FIEQUIMETAL promovem na próxima segunda-feira (26 de Julho), pelas 10h00, uma Tribuna Pública em Aveiro (junto à Estação da CP – Av.ª Dr. Lourenço Peixinho), para dar a conhecer publicamente os muitos problemas que afectam os trabalhadores do grupo EGF/Mota&Engil, e reafirmar a defesa dos direitos e das propostas reivindicativas apresentadas pelo Sindicato, que a empresa, de forma sistemática, tem procurado ignorar.
Depois de Coimbra e Guimarães, esta será a terceira acção inserida no circuito nacional de denúncia e juntará trabalhadores da ERSUC – Aveiro.

O grupo EGF/Mota&Engil insiste em fugir à discussão séria dos problemas, dos cadernos reivindicativos e da proposta de Acordo Colectivo de Trabalho (ACT) há muito apresentada pelas estruturas sindicais STAL, numa clara estratégia de aprofundar a exploração do trabalho, pagando salários de miséria, precarizando os vínculos laborais, discriminando trabalhadores, desrespeitando e violando direitos. Em suma, dividir para reinar.

Ler mais...

'Circuito Nacional de Denúncia’ em Guimarães

guimarães 3ec79O STAL e a FIEQUIMETAL promoveram esta terça-feira (20 de Julho), em Guimarães, mais uma Tribuna Pública, em que denunciaram publicamente os graves problemas laborais que afectam os milhares de trabalhadores do grupo EGF/Mota&Engil – nomeadamente a degradação crescente dos seus direitos e das suas condições de trabalho, e o desrespeito por parte da administração da empresa pelo direito à Contratação Colectiva –, e reafirmaram a defesa das propostas reivindicativas apresentadas à EGF/Mota&Engil, que se tem recusado a encetar um processo de negociação digno desse nome e ignorado as exigências dos trabalhadores.

Ver fotos

Ler mais...

Circuito nacional de denúncia prossegue em Guimarães

20Julho resinorte 4d147TRIBUNA PÚBLICA PARA DENUNCIAR SALÁRIOS DE MISÉRIA E INCUMPRIMENTOS NO GRUPO EGF/MOTA&ENGIL

O STAL e a FIEQUIMETAL promovem na próxima terça-feira (20 de Julho), pelas 15h00, uma Tribuna Pública em Guimarães (no Largo Toural), para dar a conhecer publicamente os muitos problemas que afectam os trabalhadores do grupo EGF/Mota&Engil, e reafirmar a defesa dos direitos e das propostas reivindicativas apresentadas pelo Sindicato, que a empresa, de forma sistemática, tem procurado ignorar.

Esta será a segunda acção inserida no «Circuito Nacional de Denúncia» que arrancou em Coimbra, no passado dia 12 e juntará trabalhadores da Resinorte – pólo de Riba de Ave.

O grupo EGF/Mota&Engil insiste em fugir à discussão séria dos problemas, dos cadernos reivindicativos e da proposta de Acordo Colectivo de Trabalho (ACT) há muito apresentada pelas estruturas sindicais STAL, numa clara estratégia de aprofundar a exploração do trabalho, pagando salários de miséria, precarizando os vínculos laborais, discriminando trabalhadores, desrespeitando e violando direitos. Em suma, dividir para reinar.

Ler mais...

STAL e FIEQUIMETAL exigem soluções para salários de miséria e negociação colectiva no grupo EGF/Mota&Engil

 MG 1989 558a7CIRCUITO NACIONAL DE DENÚNCIA’ ARRANCOU EM COIMBRA

As duas estruturas sindicais promoveram esta segunda-feira (12 de Julho), em Coimbra, uma Tribuna Pública, em que deram a conhecer publicamente os graves problemas laborais que afectam os milhares de trabalhadores do grupo EGF/Mota&Engil – nomeadamente a degradação crescente dos seus direitos e das suas condições de trabalho, e o desrespeito por parte da administração da empresa pelo direito à Contratação Colectiva –, e reafirmaram a defesa das propostas reivindicativas apresentadas à EGF/Mota&Engil, que se tem recusado a encetar um processo de negociação digno desse nome e ignorado as exigências dos trabalhadores.

A acção marcou o início da iniciativa “Circuito Nacional de Denúncia”, que vai percorrer os locais de trabalho das várias empresas do Grupo EGF/Mota&Engil, e cujas próximas acções estão agendadas para 20 de Julho, em Guimarães (Largo do Toural); 26 de Julho, em Aveiro (Rua Dr. Arlindo Vicente, junto à estação da CP); e 2 de Agosto, em Celorico de Basto.

Ver moção

Ver fotos

Ler mais...

Governantes comungam da interpretação do Sindicato sobre o Suplemento de Penosidade e Insalubridade

2021 07 08 at 18.11.15 2c2dbSTAL REÚNE COM SECRETÁRIOS DE ESTADO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E ADMINISTRAÇÃO LOCAL

A seu pedido, a Direcção Nacional do STAL reuniu-se esta quinta-feira (8 de Julho) com os Secretários de Estado da Descentralização e da Administração Local, Jorge Botelho, e da Administração Pública, José Couto, tendo sido abordados diversos assuntos relacionados com os trabalhadores da Administração Local, com destaque para a aplicação do Suplemento de Penosidade e Insalubridade (SPI), pagamentos de outros suplementos remuneratórios e das indeminizações aos trabalhadores vítimas de sinistralidade ou doença profissional com grau de incapacidade inferior a 30%, assim como para a recuperação das profissões e das carreiras.

Relativamente ao SPI, os dois governantes comungam da mesma interpretação do STAL quanto ao art.º 24.º da Lei do Orçamento do Estado (LOE) de 2021, que consagra a atribuição imediata – e desde 1 de Janeiro – do SPI nas autarquias, serviços municipalizados ou empresas municipais aos trabalhadores da carreira geral de Assistente Operacional.

Ler mais...

Tribuna Pública para denunciar salários de miséria e incumprimentosno grupo EGF/Mota&Engil

CircuitoNacional min 8d94e CIRCUITO NACIONAL DE DENÚNCIA ARRANCA DIA 12, EM COIMBRA

O STAL e a FIEQUIMETAL promovem na próxima segunda-feira (12 de Julho), às 10.00h, uma Tribuna Pública em Coimbra (na Praça 8 de Maio), iniciativa que conta com a presença de Isabel Camarinha, Secretária-Geral da CGTP-IN, e que marca o início da iniciativa ‘Circuito Nacional

de Denúncia’, para dar a conhecer publicamente os muitos problemas laborais que afectam os milhares de trabalhadores do grupo EGF/Mota&Engil, e reafirmar a defesa dos direitos e das propostas reivindicativas apresentadas pelas estruturas sindicais, que a empresa, de forma sistemática, tem procurado ignorar.

O grupo EGF/Mota&Engil insiste em fugir à discussão séria dos problemas, dos cadernos reivindicativos e da proposta de Acordo Colectivo de Trabalho (ACT) há muito apresentada pelas duas estruturas sindicais, numa clara estratégia de aprofundar a exploração do trabalho, pagando salários de miséria, precarizando os vínculos laborais, discriminando trabalhadores, desrespeitando e violando direitos. Em suma, dividindo para reinar.

Ler mais...

Luta na AdP vai aquecer o Verão

AdP cf8bcEXIGÊNCIAS DOS TRABALHADORES CONTINUAM A SER IGNORADAS

Face à continuada e provocatória falta de respostas da administração às suas reivindicações, os trabalhadores vão endurecer a luta, socorrendo-se de todas as formas e meios à sua disposição, para obrigar o Grupo Águas de Portugal a sentar-se à mesa para negociar e cumprir o Acordo Colectivo de Trabalho. Os trabalhadores estão fartos e descontentes com a actual situação, reafirmando que é tempo de receberem o que lhes é justamente devido.

Esta quinta-feira (1 de Julho), realizou-se uma reunião entre uma delegação do STAL/Fiequimetal e a administração do Grupo Águas de Portugal (AdP), na expectativa de uma resposta positiva às reivindicações que constam da Resolução aprovada pelos trabalhadores nas concentrações de dia 21 de Maio, e entregue à administração do Grupo AdP, e cujo silêncio levou à realização de uma Greve Nacional no dia 11 de Junho, que registou grande adesão.

Ler mais...

AvaliacaoDesempenho 01 2f41f