Novos acordos mantêm horário

ESPINHO, MEALHADA, ST.º TIRSO, VN DE CERVEIRA E VIANA DO CASTELO

O STAL assinou nos últimos dias acordos com cinco municípios que consagram a manutenção do horário de 35 horas laborais semanais, com 7 horas diárias.

Em Espinho e na Mealhada, representantes do STAL e dos municípios rubricaram, na segunda-feira,10, e terça-feira, 11, respectivamente, dois Acordos Colectivos de Entidade Empregadora Pública (ACEEP), que tem como principal objectivo manter o horário de trabalho de 35 horas semanais.

Ler mais...

Plenário de trabalhadores da CM de Barcelos

EM DEFESA DE SALÁRIOS DIGNOS, CONTRA A BRUTAL OFENSIVA AOS TRABALHADORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Os trabalhadores da Câmara Municipal de Barcelos realizaram hoje, 12 de Março, um plenário que contou com a presença de Francisco Braz, presidente do STAL. No final saíram em desfile até aos paços do concelho para entregar duas resoluções aprovadas.

 

 

STAL apresenta acção judicial pelas 35 horas

EM DEFESA DA CONTRATAÇÃO COLECTIVA

SemanaLutaQuarta22A Comissão Permanente da Direção Nacional do STAL reuniu, hoje 3ª feira, na sede nacional do STAL para avaliar a situação social do país e dos trabalhadores da Administração Local, alvos do comportamento inqualificável de um governo que insiste na sua política totalitária, ao nível das piores "políticas do Terreiro do Paço" de triste memória, ignorando a autonomia do poder local constitucionalmente reconhecida, insistindo em congelar os acordos (ACEEP) estabelecidos entre o STAL e várias autarquias, ao mesmo tempo que põe em causa o direito a contratação constitucionalmente reconhecida aos sindicatos e valorizada quer por Diretivas da OIT (subscritas por Portugal) quer na realização do Diálogo Social e com especial destaque no Comité Europeu das Regiões e Municípios da Europa.

Ler mais...

Defender as 35 horas é promover a igualdade de géneros

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

130220 Postal DiaInternacionalMulher minNo momento em que por todo o País se assinala o Dia Internacional da Mulher, o STAL apela às autarquias para que mantenham o horário de trabalho das 35 horas semanais, consagrando essa conquista histórica em acordos colectivos.

Direito fundamental de todos trabalhadores, o horário das 35 horas semanais e sete diárias tem inegavelmente uma importância acrescida para as mulheres trabalhadoras das autarquias, facilitando a conciliação da actividade profissional com a vida familiar.

Ler mais...