Reafirmar os valores e objectivos de Abril

BASTA DE RETROCESSO SOCIAL, EMPOBRECIMENTO E EXPLORAÇÃO!

É tempo de exercer a democracia e defender a soberania, colocando nas mãos do povo os destinos das suas vidas e o futuro do seu país.
É hora de irmos a votos para a assembleia da república.

Ler mais...

Greve mantém-se na C.M. Lisboa

As direcções do STAL e do STML, reunidas no passado dia 6 de Junho, para avaliar o processo de luta dos trabalhadores do município de Lisboa, decidiram manter o pré-aviso de greve para o próximo dia 12 de Junho.

A decisão vem na sequência das recentes reuniões negociais com o executivo camarário, que resultaram em contra propostas insuficientes para demover a justa luta dos trabalhadores do município.

Milhares desfilam contra privatização da EGF

NEGÓCIO DO LIXO É RUINOSO PARA O PAÍS E POPULAÇÕES

Cerca de cinco mil trabalhadores, utentes e eleitos autárquicos desfilaram na manhã de hoje, 6 de Junho, entre o Largo do Rato e a Assembleia da República, onde se concentraram pela suspensão do processo de privatização da EGF, a defesa dos serviços municipais, dos postos de trabalho e dos direitos.

Ler mais...

Cumpra-se a constituição

PARECER DO STAL SOBRE ACORDÃO DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL

Em parecer emitido hoje, dia 6, o STAL considera que «as inconstitucionalidades decretadas têm de dar azo à imediata reposição do que é devido» acrescentando ainda que é de lamentar que «relativamente aos cortes salariais, essa afronta à Lei Fundamental não seja reparada desde o momento inicial em que foi perpetrada.»

Nova derrota do Governo e do P.R. dá mais força à luta social

FONTE: CGTP-IN

tribunal constitucionalO Governo do PSD-CDS, no espaço de uma semana, sofreu duas derrotas monumentais. Depois da primeira infligida pelo voto popular nas eleições para o Parlamento Europeu, eis que surge agora o Tribunal Constitucional a confirmar aquilo que a CGTP-IN reclamava há muito: a inconstitucionalidade dos cortes nos salários, nas pensões de sobrevivência e nos subsídios de desemprego e de doença.

Ler mais...

Repôr as 35 horas já!

AUTARQUIAS DO PORTO DEVEM APLICAR OS ACORDOS ASSINADOS COM O STAL

No seguimento do parecer da Procuradoria Geral da República solicitado pelo Governo, que vem no sentido de reconhecer a autonomia das autarquias em matéria de contratação colectiva, a Direcção Regional do Porto do STAL, enviou ontem, dia 2 de Junho, ofícios aos municípios com quem assinou Acordos Colectivos de Entidade Empregadora Pública (ACEEP), que entre outras matérias regulamentam a aplicação do horário de 35 horas semanais, exigindo a imediata aplicação dos mesmos.

 

Trabalhadores de Coimbra em unidade e luta

GREVE DE 4 DIAS TERMINA COM UM GRANDE PLENÁRIO À PORTA DA CÂMARA

Concluiu-se hoje o 4.º dia de greve dos trabalhadores da Higiene Urbana de Coimbra, com uma concentração e desfile até à Câmara Municipal. A acção contou com as intervenções do coordenador regional do STAL, Anibal Martins e com o presidente do sindicato, Francisco Braz.

Ler mais...

Recolha do lixo paralizada em Coimbra

CÂMARA DESRESPEITA SENTENÇA DO TRIBUNAL

grevelixocoimbraA greve pelo pagamento do pagamento de trabalho extraordinário em atraso, iniciou hoje em Coimbra com uma adesão de 100%.
Esta greve irá continuar até ao dia 2 de Junho, exigindo à Câmara Municipal que cumpra a sentença do tribunal, e pague os valores em atraso aos trabalhadores deste sector.
O STAL saúda os trabalhadores da recolha do lixo de Coimbra, que estão assim a demonstrar, inequivocamente, a sua unidade e determinação na luta pela defesa dos seus direitos e da sua dignidade!

Ler mais...

STAL assina ACEEP com o Município de Góis

ACORDO DAS 35 HORAS ASSINADO NO DISTRITO DE COIMBRA

40hNao2Amanhã, pelas 16 horas, no salão nobre da Câmara Municipal de Góis, o STAL vai assinar o Acordo Coletivo de Entidade Empregadora Pública.

É o culminar de uma luta já longa, no distrito, pela manutenção das 35 horas semanais de trabalho na Administração Local.

Ler mais...

Trabalhadores de Setúbal fazem ouvir o seu protesto

SEMANA DE LUTA DA CGTP

No âmbito da semana de luta da CGTP, que decorre até ao próximo dia 31 de Maio, trabalhadores da autarquia de Almada estiveram reunidos em plenário na manhã de ontem, dia 27, na Rotunda dos Bancos - Praça São João.
Também os trabalhadores da autarquia de Setúbal fizeram ouvir hoje de manhã o seu descontentamento, numa grande concentração no Auditório Charlot, seguida de desfile para o Largo da Misericórdia, lutando por: aumento dos salários, 35 horas para todos, contratação colectiva e exigindo a demissão deste governo e eleições já!

Carta Aberta ao primeiro-ministro

COMISSÃO EXECUTIVA DO STAL DESLOCOU-SE À RESIDÊNCIA OFICIAL DO PRIMEIRO-MINISTRO

A Comissão Executiva do STAL, reunida hoje, 27, junto à residência oficial do primeiro-ministro, decidiu entregar uma carta aberta.

Ler mais...

Publicado primeiro acordo sobre as 35 horas

LUTA OBRIGA GOVERNO A RECUAR

 MG 0164 net O Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública (ACEEP) celebrado entre o STAL e Município de S. Roque do Pico (Açores) foi publicado na terça-feira, 20, no Diário da República, II Série.

Ler mais...

STAL saúda a vitória do povo de Tessalónica contra a privatização da água

manif eyathOs cidadãos de Tessalónica realizaram ontem, dia 18 de Maio, um referendo sobre a privatização da empresa pública de água, a EYATH.

A privatização, imposta pela troika e pelo governo, foi esmagadoramente derrotada, com 98% dos votos.
O referendo foi organizado com o apoio dos 11 municípios que integram a região metropolitana de Tessalónica. Apesar das manobras de última hora do governo grego para impedir o referendo, incluindo ameaças de prisão para os organizadores, a consulta popular foi um sucesso.

O resultado é uma extraordinária vitória para a defesa da água pública! Um resultado que não deixa margem para dúvidas. A ida às urnas foi perto de 220.000 eleitores, dos mais de 500.000 cidadãos que votaram nas eleições municipais que foram realizadas simultaneamente.

Conforme declarou Jan Willem, secretário-geral adjunto da Federação Sindical Europeia de Serviços Públicos (FSESP), organização que o STAL faz parte, «Estes números são uma forte resposta às ameaças do governo. As pessoas falaram. Esperamos que o Governo grego, a Troika e as empresas concorrentes à privatização, a Suez Environnement e sua parceira grega, a empresa Ellaktor as ouçam. As empresas devem retirar-se. Felicitamos o povo de Salónica e os activistas. É um grande dia para a democracia local.»

Reafirmando a sua solidariedade, o STAL saúda calorosamente os cidadãos de Tessalónica, os trabalhadores da EYATH e os seus representantes por esta extraordinária vitória, pela coragem e empenho em defesa da água pública, dos postos de trabalho, da justiça social.

STAL assina acordo de 35 horas com o Município de Campo Maior

140514 CampoMaior mini O STAL assinou com o município de Campo Maior um Acordo Colectivo de Entidade Empregadora Pública, para além de outras matérias este acordo visa a manutenção das 35 horas de trabalho semanal e 7 diárias.