Trabalhadores da WEMOB em greve

WEBMOB 47c3eDE 24 A 28 DE OUTUBRO

Os trabalhadores da Empresa Municipal de Regulação de Estacionamento e Mobilidade de Almada vão realizar uma greve de duas horas por dia – das 10h00 às 12h00 –, entre segunda e sexta-feira da próxima semana, concentrando-se no período de paragem junto à Câmara Municipal de Almada.

Esta jornada de luta de cinco dias dos trabalhadores da WEMOB resulta da inaceitável falta de diálogo revelada quer pelo Conselho de Administração da empresa quer pelo executivo da Câmara Municipal de Almada, face às propostas reivindicativas apresentadas pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local.

No âmbito do processo negocial sobre as carreiras profissionais na WEMOB, o STAL entregou, em 26 de Agosto – e após discussão com os trabalhadores –, a sua contraproposta, que se seguiu a um documento estruturante que já tinha sido entregue à administração da empresa, resultante de uma reunião exploratória realizada em 10 de Maio.

Todavia, nem um, nem outro documento mereceram resposta por parte do Conselho de Administração da WEMOB, a mesma sorte que tiveram os seis ofícios enviados pelo STAL a solicitar a marcação de uma reunião negocial com carácter de urgência.

O STAL exige que a empresa, que está a elaborar o seu orçamento para 2023, garanta aumentos salariais de, pelo menos, 100€, de forma a repor o poder de compra perdido pelos trabalhadores, quer no actual contexto de subida brutal da inflação e do custo de vida, quer nos últimos 13 anos, e que ronda os 12%.

O Sindicato exige, igualmente, uma resposta formal ao documento-base para a estruturação de carreiras e à contraproposta apresentada, seguido da marcação de uma reunião negocial.
A responsabilidade desta acção de luta é unicamente do Conselho de Administração da WeMob do executivo do Município de Almada.

O STAL e os trabalhadores estão empenhados e disponíveis para continuar a dialogar, e determinados e unidos na defesa das suas revindicações.