Milhares de trabalhadores da Administração Pública desfilaram em Lisboa pelo aumento dos salários

283046196 1727228057447825 4711061341674331951 n dae0eUNIDOS E DETERMINADOS EM LUTAR CONTRA O EMPOBRECIMENTO

Na passada sexta-feira, os trabalhadores da Administração Pública vieram para a rua mostrar que recusam-se a empobrecer a trabalhar, numa grande jornada de luta em que exigiram, ao governo do PS, medidas extraordinárias para inverter este caminho de empobrecimento dos trabalhadores e do povo.

A Manifestação Nacional contra o Empobrecimento, promovida pela Frente Comum, na sexta-feira, 20, em Lisboa, reuniu milhares de trabalhadores de todos os sectores da Administração Pública – nomeadamente os da Administração Local e Regional –, que desfilaram entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República, manifestando o seu profundo descontentamento com a política do governo PS, contra e a destruição das carreiras e o aumento salarial de 0,9% para este ano, que reduz ainda mais o poder de compra dos trabalhadores, que já sofrem o impacto do agravamento do custo de vida, nomeadamente devido ao aumento brutal do preço dos bens alimentares, da energia e dos combustíveis.

Ver Fotos

Ler mais...

Vem para a rua lutar!

POR MELHORES SALÁRIOS, CARREIRAS DIGNAS E SERVIÇOS PÚBLICOS DE QUALIDADE

Quem não luta perde sempre. Unidos somos mais fortes e exigimos ao governo PS uma política que responda aos problemas dos trabalhadores. Junta-te a esta grande jornada de luta, com forte mobilização de trabalhadores de todos os sectores da Administração Pública, designadamente os da Administração Local e Regional. Não fiques em casa nesta sexta-feira. Contamos contigo!

Ler mais...

STAL NA RUA em Coruche e em Elvas

PELO AUMENTO DOS SALÁRIOS E CONTRA O EMPOBRECIMENTO

A iniciativa “STAL NA RUA” arrancou quarta-feira, dia 11, na Praça do Rossio, em Lisboa, e vai percorrer o País, num conjunto de acções públicas para denunciar a “asfixia” que afecta os milhares de trabalhadores da Administração Pública, em particular os da Administração Local e Regional, assim como a população em geral, devido ao aumento acentuado do custo de vida, nomeadamente dos bens essenciais, dos combustíveis e da energia.

Ler mais...

Revisão do ACT da Águas de Portugal

adp 67dc7TRABALHADORES UNIDOS E MOBILIZADOS EM DEFESA DAS SUAS REIVINDICAÇÕES

Este ano, iniciámos, finalmente, o processo de revisão do Acordo Colectivo de Trabalho (ACT), após diversas acções de luta dos trabalhadores que, desde 2018, aguardavam o compromisso assumido por parte da Águas de Portugal (AdP), relativamente à Acta de Entendimento assinada pelo STAL e FIEQUIMETAL e o Conselho de Administração (CA), no que se refere à urgência das negociações sobre a tabela salarial e a estrutura de carreiras.

Ver comunicado  Ver clausulado

Ler mais...

STAL lamenta morte da jornalista palestiniana, Shireen Abu Akleh

Shireen 54b65VOTO DE PESAR ENVIADO AO EX.MO EMBAIXADOR DA PALESTINA EM PORTUGAL

A Direcção Nacional do STAL vem por este meio expressar o seu profundo pesar pela morte de Shireen Abu Akleh, e endereça à família, amigos, companheiros de profissão e ao povo Palestino, as mais sentidas condolências.

O assassinato de Shireen Abu Akleh, jornalista da televisão Al-Jazeera, pelas forças israelitas, enquanto exercia as suas funções, devidamente identificada, como as imagens revelam, comprova que Israel não olha a meios para calar as vozes daqueles e daquelas que continuam a combater e a denunciar as atrocidades cometidas contra o povo Palestino.

Ler mais...

STAL NA RUA | Pelo aumento dos salários e contra o empobrecimento

STALNARUA b5df7QUARTA-FEIRA, 11 | ROSSIO (LISBOA) | 17H00

O Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional promove na tarde desta quarta-feira, em Lisboa, uma iniciativa de denúncia pública e de envolvimento com a população, que contará com testemunhos de trabalhadores das Autarquias e intervenções de dirigentes nacionais do STAL.

Ler mais...

Manifestação nacional contra o empobrecimento

Banner Manif 20 Maio STAL 46987 TRABALHADORES DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA EM LUTA | 20 DE MAIO | 14.30 HORAS | LISBOA

Por um País mais justo e pela valorização dos trabalhadores da Administração Pública é urgente aumentar os salários em 90€ para todos os trabalhadores, revogar o SIADAP, corrigir a Tabela Remuneratória Única, valorizar as carreiras e reforçar os serviços públicos. Não podem ser sempre os mesmos a fazer sacrifícios!

Ver cartaz  Ver comunicado  Ver faixa  Ver pendão  Ver aviso de greve

Ler mais...

Trabalhadores rejeitam o ataque ao poder de compra e aos direitos

Lisboa 15 e448aMANIFESTAÇÕES DO 1.º DE MAIO

Neste 1.º de Maio, milhares de trabalhadores mobilizaram-se e voltaram a marcar forte presença nas diversas iniciativas promovidas pela CGTP-IN e que se realizaram por todo o País, com destaque para o tradicional desfile em Lisboa, que reuniu muitas organizações do Movimento Sindical Unitário, e que culminou na Alameda, com o habitual discurso da Secretária-Geral, Isabel Camarinha, que exigiu medidas extraordinárias para responder à subida da inflação, nomeadamente o aumento geral dos salários em 90 € para todos os trabalhadores e do Salário Mínimo Nacional para 800 euros já em Julho, garantindo que a central sindical não vai aceitar “que o patronato e o Governo usem a patranha de que os aumentos dos salários provocam uma espiral da inflação”.

Ver fotos

Ver resolução

Ler mais...

Mobilizar e organizar os trabalhadores para efectivar melhores condições de trabalho

220428 Cartao Dia28 SST site 5e4a228 ABRIL - DIA NACIONAL DA PREVENÇÃO E SEGURANÇA NO TRABALHO

Desde 2001 que em Portugal se assinala, a 28 de Abril, o Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho, efeméride cuja importância o STAL assinala, defendendo ser necessário e urgente passar das palavras aos actos.

A estatística indica-nos que, em 2021, foram declarados às seguradoras 169.988 acidentes de trabalho, 103 dos quais – segundo dados da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) – com consequências mortais.

Por sua vez, o Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social indica que, em 2019, registaram-se 10.042 acidentes na Administração Pública, excluindo o sector da Educação.

Ler mais...

Trabalhadores foram à porta da Câmara de Tábua exigir a aplicação do SPI

IMG 20220427 090548 1 resized 20220427 113138211 c8f62Convocado pelo STAL-Coimbra realizou-se, no dia 27, um plenário nos estaleiros municipais de Tábua onde foram discutidos os problemas destes trabalhadores, debatidas ideias, e no final, os trabalhadores decidiram deslocar-se à porta da Câmara para exigir a aplicação do SPI - Suplemento de Penosidade e Insalubridade.

Confrontado com a concentração de trabalhadores o Presidente da Câmara informou que o documento com a proposta estava quase finalizado, e que em breve ouviram os sindicatos e levariam à reunião de Câmara.

Ver fotos  Ver vídeo

Ler mais...

Lisboa | Um mar de gente na rua por condições de vida dignas e pela Paz

 MG 4163 low 03e28 Muitos milhares de trabalhadores encheram, esta segunda-feira, a Avenida da Liberdade para celebrar os 48 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974, e exigiram melhores condições de vida e de trabalho, o aumento dos salários para fazer face à redução do poder de compra, e clamaram ainda pela Paz.

Ver fotos

Os trabalhadores da Administração Pública, e em particular os da Administração Local e Regional, lutam pelo aumento dos salários, congelados nos últimos 12 anos, pela valorização das carreiras e a reposição do seu poder de compra. Lutam ainda pela melhoria das condições de vida, extremamente degradadas com o aumento brutal, nos últimos meses, dos bens alimentares, da energia e dos combustíveis.

LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E PELA PAZ É AFIRMAR AS CONQUISTAS DE ABRIL

Frente Comum entrega PRC ao governo e exige celeridade na resolução dos problemas

 MG 3986 d99ebTRABALHADORES MOBILIZADOS EM DEFESA DAS SUAS REIVINDICAÇÕES

Dezenas de activistas, delegados e dirigentes dos sindicatos da Frente Comum concentraram-se, esta quarta-feira (dia 20), junto à residência oficial do primeiro-ministro, numa iniciativa cujo principal objectivo foi a entrega da Proposta Reivindicativa Comum (PRC) para este ano ao Governo e reafirmar as principais exigências dos trabalhadores da Administração Pública.

Esta acção pública de protesto antecedeu a reunião da delegação da Frente Comum com a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, tendo em vista o início do processo negocial com o novo governo PS e a definição das matérias prioritárias, designadamente, o aumento geral dos salários em 90 euros; a correcção da Tabela Remuneratória Única (TRU); a valorização das carreiras; e o reforço dos serviços públicos.

Ver fotos

Ver PRC2022

Ler mais...

Lutar por condições de vida dignas e pela Paz

25Abril 1Maio Cartaz low 3fa0d AUMENTAR SALÁRIOS E TRAVAR O AUMENTO DO CUSTO DE VIDA

Celebrar Abril e Maio em luta por melhores condições de vida e de trabalho, pelo aumento dos salários, contra a redução do poder de compra e pela Paz.

Os trabalhadores da Administração Pública, e em particular os da Administração Local e Regional, viram, nos últimos 12 anos, os seus salários congelados, as suas carreiras destruídas e reduzido o seu poder de compra. Acresce a esta dura realidade um aumento fulminante dos bens essenciais, impulsionado pelo aumento dos combustíveis.

LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E PELA PAZ É AFIRMAR AS CONQUISTAS DE ABRIL E O 1.º MAIO.

Ver comunicado

Ver cartaz

Ler mais...

Trabalhadores da Administração Local em luta em Abril

custo vida 01 90563SOB O LEMA “TUDO AUMENTA… MENOS OS SALÁRIOS!”

O STAL promove, até ao final do mês deste mês, um conjunto alargado de acções de contacto, auscultação, discussão e mobilização dos trabalhadores sob o mote “Tudo aumenta… menos os salários!”, contra o agravamento do custo de vida e a redução do seu poder de compra, perspectivando ainda uma grande jornada de luta e de celebração do 25 de Abril e do 1.ª de Maio.

Os trabalhadores da Administração Local e Regional viram, nos últimos 13 anos, os seus salários congelados e as suas carreiras destruídas, e sentem, no dia a dia, o seu poder de compra cada vez mais reduzido, face ao aumento brutal do custo de vida nos últimos meses. Basta ver que a inflação em Março atingiu os 5,3%, contrastando com os 0,9% de aumento dos salários proposto pelo governo PS para este ano.

Ler mais...

Abaixo-assinado da Frente Comum reúne mais de 60 mil assinaturas

278411734 512971490358620 7200190427112793122 n 5196bDOCUMENTO FOI ENTREGUE AO GOVERNO ESTA QUARTA-FEIRA

A Frente Comum entregou ao Governo, nesta quarta-feira (dia 13), um abaixo-assinado com mais de 60 mil assinaturas a exigir a redução das contribuições dos trabalhadores e aposentados da Administração Pública de 14 para 12 meses por ano e a manutenção da ADSE como instituto público.

Na concentração realizada em frente à Presidência do Conselho de Ministros, e que juntou dezenas de activistas, delegados e dirigentes sindicais, o coordenador da Frente Comum, Sebastião Santana, exortou os trabalhadores a continuarem a luta em defesa da ADSE e da necessidade do seu reforço, alertando para o facto de “existir uma desvalorização salarial grande ao mesmo tempo que a ADSE continua a acumular lucros com dinheiros que são dos trabalhadores da Administração Pública”.

Ver fotos

Ler mais...