Trabalhadores da Companhia de Sapadores Bombeiros de Viana do Castelo denunciam assédio laboral

viana 0d83bO STAL e os trabalhadores da Companhia de Sapadores Bombeiros de Viana do Castelo promoveram nesta terça-feira (dia 14), no centro da cidade, uma grande acção de protesto e de denúncia pública das atitudes discriminatórias, persecutórias e prepotentes de que estes trabalhadores são vítimas, há vários anos, por parte do comandante António Cruz.

A iniciativa contou com a presença de muitos trabalhadores, activistas e dirigentes do STAL, bem como da secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha, que manifestou a solidariedade da Intersindical para com esta luta, seguindo-se depois um desfile pelo centro da cidade, entre a Praça da República e a Câmara Municipal de Viana do Castelo, cujo presidente há muito que está ao corrente do assédio laboral nos bombeiros sapadores, mas que, no entanto, continua, “impávido e sereno”, a assistir ao avolumar das queixas e de relatos das situações anómalas e até feridas de ilegalidade naquele serviço municipal.

Perante a passividade da autarquia e o agravar da situação laboral, os trabalhadores aprovaram, em plenário, um documento com as suas principais exigências, nomeadamente, a imediata suspensão de funções do actual comandante.

Ver resolução

Ver fotos