Trabalhadores da Amarsul em luta por melhores salários e condições laborais

Cartaz V2 Greve Amarsul NOV.2021 min b97d4GREVE ENTRE 29 NOVEMBRO E 3 DE DEZEMBRO

Os trabalhadores da Amarsul estarão em greve entre os dias 29 de Novembro e 3 de Dezembro, assim como ao trabalho suplementar nos dias 27 e 28 de Novembro e 4 de Dezembro, para exigirem uma resposta urgente da administração da empresa às suas propostas, que constam do Caderno Reivindicativo já apresentado.

Os trabalhadores da Amarsul exigem da empresa – do Grupo EGF/Mota-Engil – uma resposta urgente e positiva ao Caderno Reivindicativo já entregue, nomeadamente, o aumento dos salários e dos subsídios de refeição e de transporte, bem como estão contra a recorrente utilização da empresa do trabalho temporário, que coloca os trabalhadores em situação permanente de precaridade, qual “praça de jorna” dos tempos modernos.

Com esta acção de luta – convocada pelo STAL e pelo SITE-Sul –, e perante o persistente silêncio às suas reivindicações por parte da administração da Amarsul – dedicada à gestão dos resíduos sólidos urbanos dos municípios da Península de Setúbal –, os trabalhadores reafirmam a sua determinação em conseguir melhores salários, mais direitos e melhores condições de trabalho.

Ver comunicado

Valorização já!

A administração continua a persistir no silêncio face às exigências dos trabalhadores, atitude que estes condenam e consideram inaceitável, visto cumprirem as suas funções, essenciais à população, com dedicação e profissionalismo, dando o seu melhor mesmo nas condições mais adversas, expostos a factores de penosidade, insalubridade e risco.

E em troca recebem apenas elogios de circunstância e palmadinhas nas costas. Não bastam as palavras de agradecimento, exigindo os trabalhadores à entidade patronal a sua valorização, nomeadamente:

- O aumento geral dos salários e dos subsídios de refeição e de transporte; - A redução do horário de trabalho;
- O fim da precariedade e a regularização laboral dos trabalhadores com vínculo de trabalho temporário;
- O respeito pela contratação colectiva;
- A reversão imediata dos cortes no subsídio de turno;
- A criação de subsídios de insalubridade, penosidade e risco e de risco rodoviário.

Não abdicando de defender os direitos dos trabalhadores, o STAL e o SITE-Sul avançaram com um pré-aviso de greve entre os dias 29 de Novembro e 3 de Dezembro, assim como ao trabalho extraordinário nos dias 27 e 28 de Novembro e 4 de Dezembro.