STAL NA RUA em Coruche e em Elvas

PELO AUMENTO DOS SALÁRIOS E CONTRA O EMPOBRECIMENTO

A iniciativa “STAL NA RUA” arrancou quarta-feira, dia 11, na Praça do Rossio, em Lisboa, e vai percorrer o País, num conjunto de acções públicas para denunciar a “asfixia” que afecta os milhares de trabalhadores da Administração Pública, em particular os da Administração Local e Regional, assim como a população em geral, devido ao aumento acentuado do custo de vida, nomeadamente dos bens essenciais, dos combustíveis e da energia.

Promovida pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, a iniciativa estará em CORUCHE NA SEGUNDA-FEIRA, DIA 16 (16.00H - PRAÇA DA LIBERDADE) e EM ELVAS NA QUINTA, 19 (16.00H - PRAÇA DA REPÚBLICA) para expor à população – através de acções de contactos, de depoimentos e intervenções de trabalhadores e dirigentes sindicais – as principais dificuldades que os trabalhadores enfrentam para fazer face ao agravamento dos preços dos bens essenciais, realidade a que acresce o facto de os trabalhadores da Administração Local e Regional terem visto, nos últimos 12 anos, os seus salários congelados, as suas carreiras destruídas e reduzido o seu poder de compra.

A luta continua no próximo dia 20, em Lisboa, na Manifestação Nacional contra Empobrecimento promovida pela Frente Comum, desfile entre o Marquês de Pombal e a Assembleia da República em que o STAL marcará forte presença para reafirmar a sua determinação em continuar a lutar por melhores condições de vida, melhores salários e combater o empobrecimento de quem trabalha, e para exigir ao Governo medidas extraordinárias para responder aos problemas e às reivindicações dos trabalhadores:

• Aumento salarial em 90 € para todos os trabalhadores;
• Aumento do Salário Mínimo Nacional para 850 €;
• Subsídio de refeição de 7,50 €;
• Revogação do sistema de avaliação da Adm. Pública (SIADAP);
• Correcção da tabela salarial (TRU);
• Valorização das Carreiras.