Avançar pela mudança!

160418 COM 4 25Abr 1Maio 150px cde56 PARTICIPA NAS COMEMORAÇÕES DO 25 DE ABRIL E 1.º DE MAIO

Vale sempre a pena lutar

Nos últimos quatro anos, a força dos trabalhadores, organizados, unidos e em luta, foi determinante para combater e condicionar a política de direita e decisiva para colocar o PSD e o CDS-PP em minoria na Assembleia da República.

Os efeitos da luta já se fazem sentir, pela intervenção e iniciativa dos partidos que compõem a nova relação de forças parlamentar. Apesar de limitados, são visíveis os avanços, nomeademente: a reposição de 4 feriados, o fim progressivo da sobretaxa do IRS, o anúncio das 35 horas para a Administração Pública, descongelamento de pensões, reposição de complementos de reformas e do direito de transporte para trabalhadores de empresas públicas de transporte, alargamento do abono de família, o aumento do salário mínimo nacional, do complemento solidário para idosos e do rendimento mínimo.

Honrar a memória dos «Mártires de Chicago»

Neste 1.º de Maio assinalamos o 130.º Aniversário dos acontecimentos de Chicago, que estiveram na origem do 1.º de Maio, Dia Internacionaldo Trabalhador. Uma jornada de luta pela redução da jornadade trabalho para as 8 horas, violentamente reprimida pelas autoridades dos Estados Unidos da América, que assassinaram dezenas de trabalhadores e condenaram à forca quatro sindicalistas.

Uma data que homenageia também os que em Portugal, durante a ditadura fascista, lutaram pela liberdade e por melhores condições de vida e de trabalho, por emprego com direitos, salários, e horários dignos e que, continuam a bater-se para afirmar os valores de Abril e defender a constituição da República Portuguesa cujo 40.º Aniversário também assinalamos.

Dar mais força aos trabalhadores e à sua luta!

A força dos trabalhadores unidos e organizados é imensa! A adesão de cada homem, de cada mulher, de cada jovem trabalhador, ao STAL é garantia de intervenção coerente e consequente em defesa dos seus interesses de classe e junta força à luta secular e necessária contra a exploração, pelo progresso e justiça social.

Defender, Repor e Conquistar Direitos!

A valorização e dignificação dos trabalhadores, a defesa do poder local democrático e de serviços públicos de qualidade para todos, são objectivos centrais da luta que teremos de continuar a travar.

POR ISSO, LUTAMOS POR:

  • Aumento dos salários e descongelamento das progressões nas carreiras
  • Valorização e recuperação das carreiras e conteúdos profissionais e a revogação da Lei n.º 12-A/2008
  • Aplicação imediata das 35 horas de trabalho semanal para todos
  • Respeito pela contratação colectiva no Sector Empresarial Local e Bombeiros
  • Redução dos descontos para a ADSE, fixando-os em 1,5%
  • Regulamentação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco
  • Reposição dos valores do trabalho extraordinário
  • Identificação e regulamentação das carreiras de desgaste rápido
  • Criação do suplemento de disponibilidade
  • Fim dos bloqueios à contratação de trabalhadores na Administração Pública Central, Local e Regional
  • Actualização do subsídio de refeição
  • Reposição das condições gerais para a aposentação com 36 anos de serviço, independentemente da idade
  • Revogação do SIADAP e a criação de um novo modelo de avaliação de desempenho
  • Integração imediata dos trabalhadores precários que desempenham funções permanentes
  • Fim do pagamento do subsídio de Natal em duodécimos
  • Revogação da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas
  • Reposição dos dias de férias roubados
  • Suspensão de todos os contratos de municipalização já assinados e o fim deste processo, designadamente através da revo-gação do Decreto-Lei n.º 30/2015 e todos os diplomas relacionados com estas matérias
  • Revogação da «requalificação» dos trabalhadores da Administração Pública Central, Local e Regional