STAL lança campanha nacional de luta pela revogação do SIADAP

IMG 8488 min 6ba5aUMA AVALIAÇÃO JUSTA E TRANSPARENTE
PARA DEFENDER AS PROFISSÕES E VALORIZAR AS CARREIRAS

O STAL lançou hoje, 2 de Fevereiro, a Campanha Nacional “AVALIAR SIM, SIADAP NÃO”, exigindo a revogação do actual sistema de avaliação do desempenho na Administração Pública e a sua substituição por um modelo simplificado, assente em critérios transparentes e sem quotas. A iniciativa foi apresentada em Lisboa, com as presenças de dirigentes nacionais do STAL, do Coordenador da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, Sebastião Santana, e da Secretária-Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

Ver fotos

Ver vídeos

Ler mais...

STAL lança campanha nacional de luta pela revogação do SIADAP

210125 CartazCampanhaSIADAP min f5040 UMA AVALIAÇÃO JUSTA E TRANSPARENTE
DEFENDER AS PROFISSÕES E VALORIZAR AS CARREIRAS

O STAL vai lançar uma Campanha Nacional para exigir a revogação do actual sistema de avaliação do desempenho na Administração Pública e a sua substituição por um modelo simplificado, com critérios transparentes e sem quotas. A campanha “AVALIAR SIM, SIADAP NÃO” é apresentada esta terça-feira, 2 de Fevereiro, às 14h30, em Lisboa, com as presenças de dirigentes nacionais do STAL, do Coordenador da Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública, Sebastião Santana, e da Secretária-Geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha.

A iniciativa – cujos pormenores serão apresentados na terça-feira, 02 de Fevereiro às 14.30h, em conferência de imprensa, em Lisboa – decorrerá nos próximos meses com acções de sensibilização e de luta, nomeadamente, com a recolha de assinaturas em todas as autarquias do País.

Ler mais...

Defender as profissões, valorizar as carreiras

Com19 RevogarSIADAP1 min 92ce6 REVOGAR O SIADAP

O SIADAP, sistema de avaliação do desempenho, é um instrumento contrário aos interesses dos trabalhadores, que dificulta, e em muitos casos impossibilita, a sua progressão na TRU - Tabela Remuneratória Única.

O SIADAP foi criado em 2004 e aplicado à Administração Local a partir de 2006. Os sindicatos, em particular o STAL, contestaram desde o início este sistema de «avaliação», cujo único objectivo era destruir o direito à progressão.

Ver comunicado

Ler mais...