Paralisação nacional com elevada adesão nas empresas do grupo

IMG 20210611 110213 min bf892GREVE DOS TRABALHADORES DA ÁGUAS DE PORTUGAL

Os trabalhadores das empresas do grupo AdP iniciaram, às 00.00 horas de hoje, um dia de greve nacional a exigir respostas aos seus problemas. A paralisação dos trabalhadores arrancou com adesão total nos turnos da noite ficando apenas assegurados os serviços mínimos. O início da manhã foi marcado por um conjunto de concentrações à porta das empresas, em vários pontos do País, com a participação de centenas de trabalhadores.

Com os dados que já conhecidos, podemos afirmar que esta greve é uma grande resposta dos trabalhadores do grupo AdP, e que, estão mobilizados, organizados e disponíveis para continuar a luta até que as administrações das empresas do grupo dêem respostas aos seus problemas.

Ver fotos

Os problemas laborais mantêm-se sem resolução há vários anos, menosprezando-se o empenho e a dedicação dos trabalhadores, que se mantiveram na primeira linha da prestação de um serviço público essencial à população neste difícil contexto sanitário.

Os trabalhadores estão fartos e descontentes com a actual situação. Apesar da acumulação de lucros e dos investimentos avultados, continua a desvalorização do trabalho e dos trabalhadores por parte das empresas.

Recorde-se que este protesto foi marcado com os seguintes objectivos:

• O aumento dos salários em 90€ por trabalhador, fixando-se em 850€, no curto prazo, como o salário mínimo de entrada nas empresas e a negociação das matérias pecuniárias e outras com base nas propostas das organizações sindicais;
• A construção de um novo regime de carreiras, categorias profissionais e funções que valorize e reconheça o saber, a experiência e o empenho dos trabalhadores;
• A redução progressiva do horário de trabalho para as 35 horas semanais;
• O cumprimento das normas do ACT em vigor, assinado em 2018 e o respeito pelo compromisso da administração em proceder à sua revisão passado um ano;
• A atribuição de um subsídio de risco extraordinário, no quadro do surto epidémico do novo coronavírus e a regulação do suplemento de insalubridade, penosidade e risco;
• A estabilidade do emprego, assegurando que a um posto de trabalho permanente corresponde a um vínculo efectivo, pondo fim ao trabalho precário;
• Defesa da gestão pública e combate ao outsourcing;
• A contratação de mais trabalhadores para assegurar um serviço público de qualidade;
• Aplicação do Acordo de Empresa da EPAL a todos os trabalhadores da empresa;
• A melhoria e o pleno respeito pelas normas de segurança e saúde no trabalho.


DADOS DE ADESÃO

TURNO DA NOITE

Águas do Tejo Atlântica – Lisboa, ETAR de Alcântara
– 100% - Só serviços mínimos
Simarsul – Setubal
– 100% - Só serviços mínimos
Águas do Norte – Braga
– 100% - Só serviços mínimos

 

TURNO DO DIA - SECTOR OPERATIVO

Águas do Norte
– Geral – 80% a 85%
– Braga – 100% - Só serviços mínimos

Operação e manutenção
– Areias do Vilar - 100% - Só serviços mínimos
– Ramadão - 100% - Só serviços mínimos
– Queimadela - 100% - Só serviços mínimos
– Serzedelo – 100% - Só serviços mínimos
– Serviços administrativos – 75%

Vila Real e Douro Norte e Alto Tâmega
– ETA e ETAR – 85%
– Geral de 80% - 85%

Águas Douro e Paiva
– Geral 75% a 80%
– ETA e ETAR – Com serviços mínimos

Águas da Região de Aveiro
– Armazém centro - 100%
– Micromedição – Contadores – 100%
– Lojas – atendimento – 70%
– Geral – 70%
– Outras (serviços administrativos) – 60%

EPAL – Guarda
– Saneamento – 100%
– Abastecimento – 50%
– Fornos Algodres – 25%

EPAL - Portalegre
— Turno da noite - 100% - só serviços mínimos
— EPAL – Évora – 0%
— EPAL – Castelo Branco – 0%

EPAL – Santarém – 25%

Águas do Centro Litoral
Leiria
— Operação 100% - Só serviços mínimos
— Manutenção 100% - Só serviços mínimos
Aveiro
— Operação 100% ¬- Só serviços mínimos
— Manutenção 100% - Só serviços mínimos
Águas do Tejo Atlântico
— Sede – ETAR de Alcântara
— Operação – 100% ¬- Só serviços mínimos
— Beirolas – 100% - Só serviços mínimos
— Guia serviços sólidos – 90%

Simarsul
— Operação – 85%
— Seixalinho – 100% - Só serviços mínimos
— Sesimbra – 100% - Só serviços mínimos
— Manutenção – 100%
— Geral – 85%

Águas do Algarve
– Laboratório – 50%
– Manutenção 100%
– Operação 100% - Só serviços mínimos
– Serviços administrativos com grande adesão estão em teletrabalho
– Forte adesão na Águas do Algarve