Trabalhadores do Grupo AdP aprovam Greve para dia 11 de Junho

 MG 1509 adp min cd6c3ADMINISTRAÇÃO TEM ATÉ 25 DE MAIO PARA DAR RESPOSTA ÀS REIVINDICAÇÕES

Dezenas de trabalhadores, dirigentes e activistas sindicais da Águas de Portugal manifestaram-se hoje junto à sede da EPAL (de manhã) e do Grupo (esta tarde), concentrações promovidas pelo STAL e pela FIEQUIMETAL no âmbito de uma jornada de luta dos trabalhadores em que exigem, entre outras reivindicações, o cumprimento do Acordo Colectivo de Trabalho; o aumento dos salários em 90€ por trabalhador (fixando-se, no curto prazo, 850€ como o salário mínimo de entrada nas empresas); a valorização das carreiras; a redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais; a uniformização dos direitos; a contratação de mais trabalhadores; e a atribuição de um subsídio de risco extraordinário no âmbito do actual contexto epidémico.

Ver fotos

Ver resolução

Ler mais...

Trabalhadores da Águas de Portugal protestam junto à sede do Grupo e da EPAL

210510 ConcentracaoNacionalAdP 21Maio Cartaz min 2fa9d SEXTA, 21 DE MAIO | CONCENTRAÇÃO NACIONAL EM LISBOA

O STAL e a FIEQUIMETAL promovem esta sexta-feira, 21 de Maio, um protesto nacional dos trabalhadores, dirigentes e activistas sindicais das empresas do Grupo Águas de Portugal, com duas concentrações em Lisboa: às 11.00 horas, junto à EPAL (na Av. Liberdade); e às 15.00 horas, junto à sede do Grupo AdP (Rua Visconde de Seabra).

Os trabalhadores das empresas do grupo AdP exigem, entre outras reivindicações, o cumprimento do Acordo Colectivo de Trabalho; o aumento dos salários em 90€ por trabalhador (fixando-se, no curto prazo, 850€ como o salário mínimo de entrada nas empresas); a valorização das carreiras; a redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais; a uniformização dos direitos; a contratação de mais trabalhadores; e a atribuição de um subsídio de risco extraordinário no âmbito do actual contexto epidémico.

 

 

 

Lutar pelos direitos dos trabalhadores e em defesa dos serviços públicos

 MG 1330 min f2063CONCENTRAÇÃO DA FRENTE COMUM REÚNE CENTENAS DE TRABALHADOORES

Centenas de trabalhadores dos diversos sindicatos que integram a Frente Comum concentraram-se esta tarde junto do Palácio Nacional da Ajuda, em Lisboa, onde se reuniu o Conselho de Ministros, para manifestar o seu profundo descontentamento face à ausência de resposta efectiva do governo do Partido Socialista aos problemas dos trabalhadores da Administração Pública e às suas exigências, nomeadamente:

- O aumento geral dos salários, em 90€ para todos os trabalhadores e a criação nas carreiras do regime geral de um índice 100 correspondente a 850€ no curto prazo;

-A revogação imediata do SIADAP e a sua substituição por um sistema de avaliação de desempenho justo, formativo, transparente, equitativo e sem quotas;

-A atribuição da menção qualitativa de Relevante (ou equivalente) no biénio 2019/2020 a todos os trabalhadores cujo regime de avaliação incida neste período;

-A revisão e a dignificação das carreiras da Administração Pública;

-A recuperação de todo o tempo de serviço para efeitos de progressão nas carreiras;

-A correcção da Tabela Remuneratória Única, no respeito pela proporcionalidade entre posições remuneratórias;

-O respeito pela Negociação Colectiva, pela Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública e pelos trabalhadores.

Ver fotos

Ler mais...

Grande adesão demonstra profundo descontentamento dos trabalhadores

 MG 1138 almada 4687aGREVE NACIONAL PARALISA CÂMARAS E SERVIÇOS EM TODO O PAÍS

A Greve Nacional da Administração Local, que teve início na noite de ontem, 19 de Maio, com uma forte adesão nos sectores da higiene urbana e dos transportes, continuou esta manhã a registar elevadas adesões na generalidade das autarquias, escolas e empresas municipais, não tendo havido recolha de lixo em capitais de distrito como Beja, Castelo Branco, Évora, Lisboa, Santarém e Setúbal, além de muitas dezenas de municípios.

A paralisação desta quinta-feira (20 de Maio), inserida no Dia Nacional de Luta promovida pela Frente Comum, tem igualmente forte expressão em sectores como escolas, juntas de freguesias, piquetes de água, transportes colectivos urbanos de passageiros, bibliotecas, equipamentos culturais e desportivos, sectores operacionais, serviços de atendimento e de tesouraria, encontrando-se muitos deles totalmente encerrados.

Ver fotos

Ver dados de adesão

Ler mais...

Recolha do lixo paralisada ao início da noite

 MG 1081 min f2fe1GREVE NACIONAL ARRANCA EM FORÇA NAS AUTARQUIAS

A Greve Nacional da Administração Pública regista, ao início da noite, uma forte adesão na Administração Local, particularmente nos sectores da higiene urbana e dos transportes, e o STAL espera uma elevada adesão na generalidade das autarquias, escolas e empresas municipais. Nos primeiros serviços de recolha nocturna a entrar em funcionamento – Loures, Odivelas, Amadora, Moita, Évora, Seixal, Palmela, Almada e Setúbal – registou-se uma adesão de 100%, não tendo sido efectuada a recolha de lixo nestes concelhos. Lisboa e Sintra, por seu lado, registaram uma adesão muito significativa, tendo a recolha sido fortemente afectada

Os dados conhecidos até ao momento na Administração Local revelam uma forte adesão à paralisação – inserida no Dia Nacional de Luta promovida pela Frente Comum –, um sinal claro de que os trabalhadores das autarquias estão de acordo com as razões que levaram à convocação da greve e de que estão disponíveis para continuar a luta pelo aumento geral dos salários – com um mínimo de 90 € para todos –; pela revogação do sistema de “avaliação” da Administração Pública (SIADAP); pela aplicação imediata (e com efeitos desde 1 de Janeiro) do Suplemento de Penosidade e Insalubridade; pela correcção da Tabela Remuneratória Única; pela recuperação das carreiras; e pela melhoria dos serviços públicos.

Ler mais...

Greve nacional de 24h dos trabalhadores da Administração Local

greve 1408020 DE MAIO | DIA NACIONAL DE LUTA DA FRENTE COMUM

O STAL promove esta quinta-feira (dia 20) uma Greve Nacional de 24 horas da Administração Local, em que se espera uma forte adesão dos trabalhadores. A paralisação tem efeito a partir desta noite e decorre ao longo de todo o dia de amanhã, com piquetes e concentrações em locais de trabalho por todo o País.

PIQUETES DE GREVE E CONCENTRAÇÕES

DIA 19
20.00 horas – Serviços de Higiene e Limpeza da CM Évora; Rua de Nossa Senhora de Machede (Évora).

22.00 horas – Moinhos da Funcheira, Amadora.

23.00 horas – SIMAR Loures/Odivelas – Divisão dos Resíduos Urbanos em Juncal (Sete Casas - Loures).

  • Presenças: José Correia, Presidente STAL e Sebastião Santana, Coordenador da Frente Comum.

24.00 horas – SMAS de Sintra, Portela de Sintra.

Ler mais...

CGTP-IN condena a violência de Israel contra o povo Palestino

palestina A CGTP-IN condena os actos de violência dos últimos dias contra o povo palestino, enquadrados pela decisão de vedar o acesso dos crentes à Mesquita de Al-Aqsa e pela via aberta para a instalação de novos colonatos Israelitas em Jerusalém Oriental.

Desde 1967 que Jerusalém Oriental está ocupada por Israel, desrespeitando o direito internacional. A anterior Administração dos EUA agravou esta situação ao reconhecer Jerusalém como capital do Estado de Israel, reconhecimento que se mantém com a actual presidência de Joseph Biden.

A instalação de novos colonatos em Jerusalém Oriental e na Cisjordânia, com a limpeza étnica da população palestina e apropriação ilegal das suas casas e território, visa a ocupação de todo o território palestino e impedir o direito à constituição de um Estado palestino independente.

Ler mais...

Campanha pela revogação do SIADAP supera as 66 mil assinaturas

 MG 1000 Min 58b08TRABALHADORES MOBILIZAM-SE EM TODO O PAÍS

Esta segunda-feira, 10 de Maio, a Frente Comum entregou no Ministério da Modernização do Estado e da Administração Pública as 66.112 assinaturas recolhidas no âmbito da campanha nacional “AVALIAR SIM, SIADAP NÃO”, que mobilizou os trabalhadores da Administração Pública em todo o País pela revogação do actual sistema de avaliação, que os condena à estagnação nas carreiras e ao congelamento salarial.

Os representantes da Frente Comum reuniram-se com o secretário de Estado da Administração Pública, José Couto, no âmbito do processo negocial com os sindicatos da Administração Pública, e esta segunda reunião, mais uma vez, não passou de "uma mão cheia de nada”, já que o governo continua a não apresentar qualquer proposta para responder às conhecidas reivindicações dos trabalhadores.

Ver fotos

Ler mais...

Trabalhadores das Autarquias dão força à Manifestação Nacional da CGTP-IN, no Porto

 MG 0985 web 857c4LUTAR PELOS DIREITOS E MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

Milhares de trabalhadores da Administração Local e Regional juntaram-se hoje, 8 de Maio, à manifestação nacional convocada pela CGTP-IN para afirmar os seus direitos, reclamar melhores salários, horários e condições de trabalho.

Esta acção de luta, que reuniu milhares de trabalhadores de todo o País, que desfilaram pelas principais artérias da Invicta, culminando com uma grande concentração na Avenida dos Aliados, demonstra que os trabalhadores e as estruturas sindicais – nomeadamente os dirigentes, delegados e activistas do STAL – estão em alerta e mobilizados para defender os seus direitos e não permitir que o patronato aproveite qualquer oportunidade para aumentar a exploração e o empobrecimento dos trabalhadores.

Ver fotos

Ver intervenção - Secretária Geral da CGTP-IN

Ver resolução

Ver saudação

Ler mais...

Greve dos trabalhadores da Administração Local!

210422 Cartaz DNLutaAP GreveAdmLocal min ae0c8 20 DE MAIO | DIA NACIONAL DE LUTA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Estamos fartos do silêncio do governo PS sobre as nossas propostas, que opta por não dar resposta efectiva aos problemas dos trabalhadores, e insiste em anunciar e implementar medidas que os agravam!

Os aplausos aos trabalhadores da Administração Local, que se desdobraram durante a pandemia, estão longe de responder à exigida valorização do seu trabalho!

Agora, e como sempre, estamos na linha da frente da resposta às necessidades das populações em todas as áreas de intervenção do Estado e, por isso mesmo, exigimos respeito e soluções para os problemas!

Ver cartaz

Ver comunicado

Ler mais...

Milhares de trabalhadores participaram nas comemorações do 1.º de Maio da CGTP-IN

 MG 0080.jpg min a02c8ABRIL CONTINUA, MAIO ESTÁ NA RUA

Passados 131 anos sobre a primeira comemoração da luta vitoriosa dos operários de Chicago pela redução do horário de trabalho, milhares de trabalhadores assinalaram o 1.º de Maio em luta – e na rua – para travar a continuada estratégia de ataque aos direitos dos trabalhadores.

VER FOTOS

Ver intervenção . Secretária Geral da CGTP-IN

Ver resolução

SIADAP - Instrumento ameaçador que provoca grande instabilidade e fragilidade

210325 DossierSiadap Final 1 8303eDOSSIER

O SIADAP, instituído pela Lei 10/2004, de 22/3, começou a aplicar-se à Administração Local em 2006, nos termos do Decreto Regulamentar 6/2006, de 20/6.

É um sistema de avaliação extremamente penalizador e repressivo que cria desigualdades salariais e profissionais, viola direitos e liberdades consignados na Lei e promove políticas persecutórias e de despedimento dos trabalhadores da Administração Pública.

É um sistema injusto que desvirtua o princípio de igualdade de tratamento e a valorização dos trabalhadores, através da imposição de quotas máximas às avaliações mais elevadas ( dos 25% reservados à avaliação de Relevante, apenas 5% poderão ter avaliação de Excelente), que limitam a evolução/valorização profissional e salarial dos trabalhadores, promovem a insatisfação, a desmotivação e potenciam os poderes discricionários do CCA e das chefias.

Ver dossier

Ler mais...

Porto Ambiente recusa aplicar suplemento aos trabalhadores

IMG 20210408 202647 web b97f3APLICAÇÃO DO SUPLEMENTO DE PENOSIDADE E INSALUBRIDADE

O STAL Porto realizou, no passado dia 8, um plenário com trabalhadores da Empresa Municipal de Ambiente do Porto, no qual foi discutido a recusa de aplicação do Suplemento de Penosidade e Insalubridade (SPI). A Câmara Municipal do Porto enquanto entidade detentora da empresa - apesar de ter aplicado aos seus trabalhadores - nega aos da Porto Ambiente qualquer possibilidade de atribuição do SPI, não atendendo ao desgaste físico e psicológico a que estão submetidos num conjunto alargado de tarefas.

Ler mais...

STAL denuncia tentativa de censura à liberdade sindical

Faixa PMLoures 0f0caATITUDE CONDENÁVEL DO COMANDANTE DA POLÍCIA MUNICIPAL DE LOURES

O STAL repudia o comportamento reiterado, persecutório e censório do actual comandante da Polícia Municipal de Loures face às actividades legais e legítimas deste Sindicato na defesa dos direitos dos seus associados e dos trabalhadores de uma forma geral, nomeadamente, os da Administração Local.

Ler mais...