STAL promove tribuna pública em defesa da água de todos!

tribuna agua panfletoV2 01 01 01 96904DIA MUNDIAL DA ÁGUA ASSINALADO EM PAREDES

O Dia Mundial da Água celebra-se nesta segunda-feira, 22 de Março,
e é assinalado pelo STAL com uma iniciativa em Paredes, que conta com a participação da Associação Água Pública, em defesa da valorização
da água e da sua gestão pública, sustentável e participada. O Sindicato reafirma que é preciso assegurar o direito a este recurso essencial
e saneamento para todos, bem como valorizar o serviço público,
os trabalhadores do sector e reforçar o investimento público
para combater a crise e cuidar do futuro.

O Parque José Guilherme, em Paredes, acolhe esta segunda-feira, 22 de Março, às 11.00h, uma tribuna pública promovida pelo STAL para assinalar o Dia Mundial da Água, que este ano tem como tema «valorizar a água» (https://www.worldwaterday.org/), recurso finito e insubstituível com um enorme e complexo valor para o uso doméstico, alimentar, cultural, saúde, educação, economia e para a integridade do ambiente natural.

Ler mais...

Frente Comum protesta à porta do primeiro-ministro

162335719 1435609989942968 8356671375845885134 o 49ea0A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública realizou hoje, 17 de Março, uma concentração junto à residência oficial do primeiro-ministro, que contou com a presença da secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha, tendo as cerca de duas centenas de dirigentes, delegados e activistas sindicais aprovado, por unanimidade, uma resolução que condena o governo por violar o direito à negociação e persistir na recusa em discutir a Proposta Reivindicativa Comum para 2021.
 
Do documento – entregue ao primeiro-ministro por uma delegação da Frente Comum – consta ainda um conjunto de exigências a que urge dar resposta, nomeadamente, o aumento imediato de 90 euros para todos os trabalhadores e um salário mínimo de 850 euros no curto prazo, bem como a correcção da Tabela Remuneratória Única e a revogação do SIADAP.
 
 
 

11 de Março - um ano decorrido desde a pandemia

epsu a6753Em 11 de Março de 2020, a Organização Mundial da Saúde declarou a propagação do vírus Sars-COV-2 e a COVID-19 como uma pandemia. Há um ano e em alguns países mais, os trabalhadores da saúde e de prestação de cuidados estão sob enorme pressão e todos os funcionários do serviço público estão na linha da frente da pandemia. O impacto dos bloqueios parciais ou totais em nossas economias e sociedades tem sido enorme e, em particular, para as mulheres, jovens e jovens trabalhadores e os mais vulneráveis. A vacinação está agora implementada, mas de uma forma que sublinha as desigualdades do nosso mundo. É necessário que as vacinas estejam disponíveis para todos. E que os sindicatos se envolvam nos planos de recuperação que contribuem para a concretização de um futuro mais socialmente justo e ambientalmente sustentável.

Para relembrar a data e assinalar o papel dos trabalhadores dos serviços públicos, a Presidente da FSESP/EPSU, Mette Nord, e o Secretário Geral, Jan Willem, assinam um artigo de opinião que divulgamos e se encontra disponível aqui 11 March – One year since the pandemic | EPSU

Ler mais...

Todos os deveres, nenhuns direitos!

reguengos c426dMÃO-DE-OBRA BARATA NA CM REGUENGOS DE MONSARAZ

Inserida na Semana da Igualdade promovida pela CGTP-IN, o STAL realizou esta terça-feira, em Reguengos de Monsaraz, uma sessão pública de denúncia do trabalho precário existente na Câmara Municipal – que contou com a participação da Secretária-Geral da CGTP-IN, Isabel.

A administração municipal promove a precaridade laboral ao recorrer a contratos/bolsas de Ocupação de Tempos Livres, subterfúgio através do qual paga abaixo do Salário Mínimo Nacional a estes trabalhadores, ou seja, 438,81€ em vez de 665,00€; sendo que o Sindicato tomou conhecimento de que, em 2020, a autarquia celebrou, pelo menos, 18 contratos nestes termos.

Estes trabalhadores desempenham as mesmas funções que os outros, mas não têm os mesmos direitos, nomeadamente os subsídios de Natal e de férias, férias, descontos para a Segurança Social ou indemnização por fim de contrato. Ou seja, têm TODOS OS DEVERES, NENHUNS DIREITOS!

Ler mais...

Igualdade: Uma luta de todos os dias

postal 8marco web fcea2

DIA INTERNACIONAL DA MULHER TRABALHADORA

O STAL saúda as suas associadas e todas as mulheres que laboram no universo dos serviços da Administração Local e Regional, Empresas ou Concessionárias nesta data histórica, consagrada há 111 anos e que se comemora a 8 de Março, em todo o Mundo.

A igualdade entre mulheres e homens, como justamente assinala a CGTP-IN – e a cuja Semana da Igualdade o STAL se associa –, é um dos objectivos centrais e prioritários de acção do movimento sindical unitário, que promove a participação e representação das trabalhadoras, dinamiza a sua intervenção, organização, reivindicações e lutas contra as desigualdades e discriminações, contribuindo assim também para dignificar as condições laborais de todos os trabalhadores.

Ler mais...

Governo propõe reduzir salários a trabalhadores da Protecção Civil

anpc 530f3EXPECTATIVAS GORADAS DE PROGRESSÃO PROFISSIONAL

O STAL rejeita, veementemente, a proposta apresentada pelo Governo para os trabalhadores da Escola Nacional de Bombeiros a prestar serviço na Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil.

Após mais de 16 meses de insistência por parte do STAL, para que fosse encontrada uma solução negocial para resolver os problemas destes trabalhadores, o Governo, através da Secretaria de Estado da Administração Interna, apresentou – na reunião realizada no dia 3 de Março – uma solução que não responde às legítimas aspirações e expectativas criadas a estes trabalhadores, nomeadamente a criação de uma carreira própria e específica, à imagem do que já existe noutras organizações com funções idênticas, sem perda de remuneração e desvalorização profissional, tal como sempre defendemos.

Ler mais...

AMBILITAL - Os direitos dos trabalhadores não estão confinados

residuos 2 02e59O STAL e os trabalhadores da AMBILITAL exigem resposta do Conselho de Administração ao caderno reivindicativo apresentado em Janeiro, mas a administração da empresa – ao contrário dos trabalhadores, que diariamente continuam a dar a resposta às populações com a sua força de trabalho – socorre-se do confinamento para adiar a reunião solicitada para “logo que a crise sanitária o permita”, comportamento inadmissível e, inclusivamente, ilegal, e assim ignorar os problemas dos trabalhadores, conforme denuncia a Direcção Regional de Setúbal do STAL.

Ver comunicado

Campanha nacional supera as 11 mil assinaturas em apenas um mês

GIF afc24
TRABALHADORES MOBILIZAM-SE EM TODO O PAÍS PELA REVOGAÇÃO DO SIADAP

A Campanha Nacional “AVALIAR SIM, SIADAP NÃO”, lançada a 2 de Fevereiro pelo STAL e abraçada pela Frente Comum, continua a mobilizar os trabalhadores da Administração Pública em todas as regiões do País pela revogação do actual sistema de avaliação, que os condena à estagnação nas carreiras e ao congelamento salarial. Esta iniciativa irá prolongar-se nos próximos meses com acções nos locais de trabalho e através da subscrição ‘online’.

O STAL assinala a forte adesão dos trabalhadores ao abaixo-assinado pela revogação do Sistema Integrado de Gestão do Desempenho na Administração Pública (SIADAP), que em apenas um mês superou as 11 mil assinaturas, entre as recolhidas nos locais de trabalho, de norte a sul do País, e a subscrição ‘online, disponível na página da Internet do Sindicato, no site ‘Petição Pública’ ou através do link https://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=revogarsiadap.

Ler mais...

Trabalhador reintegrado com o apoio do STAL

62197728 410969743082913 8537689244011855872 n 678deO STAL congratula-se com mais uma vitória na luta pelos direitos dos trabalhadores, relativamente ao caso do associado Carlos Alexandre Chorinca, reintegrado na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários do Crato após ter sido alvo de um despedimento ilegal, em Setembro do ano passado. A entidade patronal ira, ainda, ressarcir o trabalhador de todas as remunerações devidas até à reintegração no seu posto de trabalho.

Ler mais...

Trabalhadores das Autarquias dão força à Jornada Nacional de Luta da CGTP-IN

IMG 8887 min b581eLUTAR POR UM PORTUGAL COM FUTURO!

Milhares de trabalhadores da Administração Local e Regional juntaram-se hoje à Jornada Nacional de Luta descentralizada convocada pela CGTP-IN para exigir melhores condições de vida e de trabalho, e que promoveu acções de luta em todos os distritos.

Esta forte mobilização dos trabalhadores por todo o País é bem elucidativa do descontentamento generalizado face às medidas adoptadas pelo Governo, que não só não respondem às necessidades e exigências que se colocam, como fragilizam ainda mais a situação dos trabalhadores neste contexto de graves problemas económicos e sociais causados pelo surto epidémico.

Ver fotos

Ler mais...

Jornada Nacional de Luta para o dia 17 de Março

IMG 8014 min 0c609PLENÁRIO NACIONAL DA FRENTE COMUM

Realizou-se esta manhã (sexta-feira, 19 de Fevereiro), em Lisboa, o Plenário Nacional de Dirigentes, Delegados e Activistas dos Sindicatos da Frente Comum, para analisar a situação laboral dos trabalhadores da Administração Pública e definir formas de luta a desenvolver.

Ver resolução

Ver fotos

Ler mais...

STAL - Portalegre faz balanço da atribuição do suplemento

IMG 8014 min bf81cSUPLEMENTO DE PENOSIDADE E INSALUBRIDADE

Até ao momento, já se encontra negociada a aplicação do Suplemento de Penosidade e Insalubridade (SPI) nas juntas de freguesia de Galveias, Alpalhão, Avis, Aldeia Velha, Alcórrego, Ervedal e Figueira e Barros, assim como no Município de Monforte.

O Orçamento do Estado para 2021 prevê, finalmente, a aplicação de um SPI, graças à luta determinada do STAL e dos trabalhadores da Administração Local. Nesse sentido, o STAL está a solicitar reuniões com todas as autarquias do distrito de Portalegre para negociar a aplicação do referido suplemento, e exige o reconhecimento de que todos os trabalhadores abrangidos desenvolvem funções correspondentes ao nível máximo de penosidade e insalubridade - 15% da remuneração base diária -, mas nunca inferior ao valor de 4,99€ por dia.

Ler mais...

Trabalhadores mobilizados pela revogação do SIADAP levam governo a admitir a necessidade da sua revisão

IMG 8474 min 96c72CAMPANHA NACIONAL REÚNE JÁ MAIS 1100 ASSINATURAS

O STAL regista a coincidência entre o início da sua Campanha Nacional “AVALIAR SIM, SIADAP NÃO”, lançada esta terça-feira, e o reconhecimento pelo governo da necessidade de rever o actual sistema de avaliação da Administração Pública. Esta posição só reforça a pertinência da iniciativa do Sindicato, que já reuniu mais de um milhar de assinaturas em apenas três dias, e que vai continuar a mobilizar os trabalhadores em todas as regiões do País pela revogação do actual sistema de avaliação, que condena os trabalhadores à estagnação nas carreiras e ao congelamento salarial.

Ler mais...