Agora PortoLUTA EM EMPRESA MUNICIPAL NO PORTO COMEÇA A DAR FRUTOS

A organização, unidade e luta dos trabalhadores da Unidade Orgânica da Cultura da empresa municipal "Ágora -Cultura e Desporto do Porto" levaram a administração da empresa municipal a dar resposta à primeira reivindicação: a integração dos trabalhadores com vínculos precários.

Um processo que o STAL tem vindo a acompanhar - em articulação com o CENA-STE - com a realização de plenários, greve e denúncias públicas e que agora começa a ter os primeiros resultados. Luta que irá prosseguir por mais direitos e contra os abusos de que os trabalhadores têm sido alvo.

UM COMBATE QUE VAI PROSSEGUIR
A integração dos trabalhadores com vínculos precários é um importante passo para a estabilidade e valorização profissional, combatendo a precarização do trabalho. Esta vitória é apenas um ponto de partida, pelo que, a luta destes trabalhadores prosseguirá designadamente pelas reivindicações presentes no caderno reivindicativo, que visam garantir:

  • Criação de um sistema de progressão na carreira, com dignificação dos salários, e pelo fim do abusivo uso do regime de comissão de serviço;
  • Horário de 35 horas de trabalho semanais e 25 dias de férias, sem redução salarial, e horários que respeitem a vida pessoal e familiar dos trabalhadores;
  • Transparência organizacional e divulgação das grelhas salariais, respeitando sempre o princípio de salário igual para trabalho igual;
  • Fim da subcontratação de serviços fundamentais e contínuos;
  • Disponibilização de espaços dignos de trabalho e de refeição;
  • Fim do boicote às greves, abolindo práticas de imposição de danos a terceiros;
  • Mais diálogo, sem políticas de medo e represálias.

 

Pin It