Trabalhadores foram à porta da Câmara de Tábua exigir a aplicação do SPI

IMG 20220427 090548 1 resized 20220427 113138211 c8f62Convocado pelo STAL-Coimbra realizou-se, no dia 27, um plenário nos estaleiros municipais de Tábua onde foram discutidos os problemas destes trabalhadores, debatidas ideias, e no final, os trabalhadores decidiram deslocar-se à porta da Câmara para exigir a aplicação do SPI - Suplemento de Penosidade e Insalubridade.

Confrontado com a concentração de trabalhadores o Presidente da Câmara informou que o documento com a proposta estava quase finalizado, e que em breve ouviram os sindicatos e levariam à reunião de Câmara.

Ver fotos  Ver vídeo

Ler mais...

Lisboa | Um mar de gente na rua por condições de vida dignas e pela Paz

 MG 4163 low 03e28 Muitos milhares de trabalhadores encheram, esta segunda-feira, a Avenida da Liberdade para celebrar os 48 anos da Revolução de 25 de Abril de 1974, e exigiram melhores condições de vida e de trabalho, o aumento dos salários para fazer face à redução do poder de compra, e clamaram ainda pela Paz.

Ver fotos

Os trabalhadores da Administração Pública, e em particular os da Administração Local e Regional, lutam pelo aumento dos salários, congelados nos últimos 12 anos, pela valorização das carreiras e a reposição do seu poder de compra. Lutam ainda pela melhoria das condições de vida, extremamente degradadas com o aumento brutal, nos últimos meses, dos bens alimentares, da energia e dos combustíveis.

LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E PELA PAZ É AFIRMAR AS CONQUISTAS DE ABRIL

Frente Comum entrega PRC ao governo e exige celeridade na resolução dos problemas

 MG 3986 d99ebTRABALHADORES MOBILIZADOS EM DEFESA DAS SUAS REIVINDICAÇÕES

Dezenas de activistas, delegados e dirigentes dos sindicatos da Frente Comum concentraram-se, esta quarta-feira (dia 20), junto à residência oficial do primeiro-ministro, numa iniciativa cujo principal objectivo foi a entrega da Proposta Reivindicativa Comum (PRC) para este ano ao Governo e reafirmar as principais exigências dos trabalhadores da Administração Pública.

Esta acção pública de protesto antecedeu a reunião da delegação da Frente Comum com a ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, tendo em vista o início do processo negocial com o novo governo PS e a definição das matérias prioritárias, designadamente, o aumento geral dos salários em 90 euros; a correcção da Tabela Remuneratória Única (TRU); a valorização das carreiras; e o reforço dos serviços públicos.

Ver fotos

Ver PRC2022

Ler mais...

Lutar por condições de vida dignas e pela Paz

25Abril 1Maio Cartaz low 3fa0d AUMENTAR SALÁRIOS E TRAVAR O AUMENTO DO CUSTO DE VIDA

Celebrar Abril e Maio em luta por melhores condições de vida e de trabalho, pelo aumento dos salários, contra a redução do poder de compra e pela Paz.

Os trabalhadores da Administração Pública, e em particular os da Administração Local e Regional, viram, nos últimos 12 anos, os seus salários congelados, as suas carreiras destruídas e reduzido o seu poder de compra. Acresce a esta dura realidade um aumento fulminante dos bens essenciais, impulsionado pelo aumento dos combustíveis.

LUTAR POR MELHORES CONDIÇÕES DE VIDA E PELA PAZ É AFIRMAR AS CONQUISTAS DE ABRIL E O 1.º MAIO.

Ver comunicado

Ver cartaz

Ler mais...

Trabalhadores da Administração Local em luta em Abril

custo vida 01 90563SOB O LEMA “TUDO AUMENTA… MENOS OS SALÁRIOS!”

O STAL promove, até ao final do mês deste mês, um conjunto alargado de acções de contacto, auscultação, discussão e mobilização dos trabalhadores sob o mote “Tudo aumenta… menos os salários!”, contra o agravamento do custo de vida e a redução do seu poder de compra, perspectivando ainda uma grande jornada de luta e de celebração do 25 de Abril e do 1.ª de Maio.

Os trabalhadores da Administração Local e Regional viram, nos últimos 13 anos, os seus salários congelados e as suas carreiras destruídas, e sentem, no dia a dia, o seu poder de compra cada vez mais reduzido, face ao aumento brutal do custo de vida nos últimos meses. Basta ver que a inflação em Março atingiu os 5,3%, contrastando com os 0,9% de aumento dos salários proposto pelo governo PS para este ano.

Ler mais...

Abaixo-assinado da Frente Comum reúne mais de 60 mil assinaturas

278411734 512971490358620 7200190427112793122 n 5196bDOCUMENTO FOI ENTREGUE AO GOVERNO ESTA QUARTA-FEIRA

A Frente Comum entregou ao Governo, nesta quarta-feira (dia 13), um abaixo-assinado com mais de 60 mil assinaturas a exigir a redução das contribuições dos trabalhadores e aposentados da Administração Pública de 14 para 12 meses por ano e a manutenção da ADSE como instituto público.

Na concentração realizada em frente à Presidência do Conselho de Ministros, e que juntou dezenas de activistas, delegados e dirigentes sindicais, o coordenador da Frente Comum, Sebastião Santana, exortou os trabalhadores a continuarem a luta em defesa da ADSE e da necessidade do seu reforço, alertando para o facto de “existir uma desvalorização salarial grande ao mesmo tempo que a ADSE continua a acumular lucros com dinheiros que são dos trabalhadores da Administração Pública”.

Ver fotos

Ler mais...

Trabalhadores e população exigem aumento dos salários e das pensões

Setubal3 8980bPara exigir o aumento geral dos salários e das pensões, medidas de regulação dos preços, o fim da especulação e rejeitar o brutal aumento do custo de vida, a CGTP-IN realizou esta sexta-feira (8 de Abril) diversas tribunas públicas, concentrações e manifestações em todo o País, iniciativas que contaram com a participação dos trabalhadores, das suas famílias, dos reformados e pensionistas, e que se afirmaram com mais uma jornada de luta dos trabalhadores e do povo por soluções aos problemas que se agravam, nomeadamente na alimentação, energia, vestuário e, entre outros, na habitação.

Ver fotos

Ler mais...

Melhor Saúde, Mais SNS!

 MG 3824 FrenteComum saude d135cNeste Dia Mundial da Saúde, a Frente Comum saíu à rua em defesa do Serviço Nacional de Saúde, dos seus trabalhadores e de todos os utentes.

O passado recente demonstrou que a Política de Saúde é determinante para a garantia da qualidade de vida das populações.

A Frente Comum sublinha a necessidade de políticas de saúde que reforcem de forma efectiva o SNS.

Ver fotos

Ler mais...

Acções de exigência do aumento geral dos salários e das pensões e combate ao aumento do custo de vida

8Abril 0d2c08 DE ABRIL EM TODO O PAÍS

A complexa situação que vivemos, com uma guerra que a CGTP-IN condena, não pode servir de pretexto para continuar a adiar a resposta aos problemas dos trabalhadores nem, muito menos, para dar cobertura ao aumento da exploração, à degradação das condições de vida, ao aumento das desigualdades e à tentativa de imposição de uma ainda maior fragilização das condições de trabalho.

Ler mais...

Melhor saúde, mais Serviço Nacional de Saúde

277803619 507528987569537 5134105100554447339 n cd79e7 DE ABRIL | 15 HORAS | MINISTÉRIO DA SAÚDE

No dia Mundial da Saúde a Frente Comum realiza uma Acção de Luta, de dirigentes, delegados e activistas sindicais em defesa do Serviço Nacional de Saúde!

A Frente Comum exige ao governo mais investimento no Serviço Nacional de Saúde, a valorização dos seus trabalhadores e a efectivação do Direito à Saúde a toda a população.

Participa e mobiliza!

TEMOS PROPOSTAS, EXIGIMOS SOLUÇÕES!  

Esta "descentralização"de competências agrava desigualdades entre concelhos

stal 7b075TRANSFERÊNCIA DE COMPETÊNCIAS NA SAÚDE, EDUCAÇÃO E ACÇÃO SOCIAL

Os municípios assumem hoje, 1 de Abril, as competências transferidas em funções essenciais como a Saúde e a Educação, tendo sido prorrogado o prazo até 2023, no caso da Acção Social. Iniciado em 2019, este processo, como o STAL tem dito, é o contrário de uma verdadeira descentralização, a qual implica aproximar os recursos, os serviços, o poder e a decisão das populações; exige a melhoria dos serviços, a universalidade dos direitos fundamentais; a adequação dos meios às necessidades; a estabilidade de financiamento; o respeito e a valorização dos direitos dos trabalhadores. E obriga a uma criteriosa avaliação sobre qual o nível, nacional, regional ou local, mais adequado para o exercício de cada uma das competências.

Ler mais...

Milhares de jovens trabalhadores mobilizam-se por uma vida digna e estabilidade laboral

 MG 3622 STALJovem 29013“SEMANA DA JUVENTUDE” DA CGTP-IN EM LISBOA E NO PORTO

Milhares de jovens trabalhadores desfilaram pelas ruas de Lisboa e do Porto, em simultâneo, numa jornada de luta inserida nas comemorações do Dia Nacional da Juventude que se assinala nesta quinta-feira (dia 31), e que foi promovida pela InterJovem/CGTP-IN, e à qual o STAL se associou.

Ver fotos

Ler mais...

Governo tem de aumentar os salários na administração pública

TopoCom2 Salarios 1541bCUSTO DE VIDA AGRAVA-SE EM 2022

Este ano, os trabalhadores da Administração Pública voltam a sofrer uma importante redução do seu poder de compra, por via do crescimento da inflação – que “come” a actualização salarial de 0,9% decidida pelo governo PS – e pelo forte aumento do preço dos bens essenciais, como os produtos alimentares e a energia (electricidade, gás e combustíveis). Após mais de uma década de estagnação salarial, importa que o novo governo PS assuma, como prioridade, a inversão da política de baixos salários na Administração Pública que, além do impacto directo na recuperação da economia, é indispensável para a valorização dos seus trabalhadores e para a tornar atractiva para os jovens.

Ver comunicado

Ler mais...

Cuidar da água, defender a sua gestão pública e democrática, combater a privatização!

AguaDMA 2022 9f43222 de MARÇO - DIA MUNDIAL DA ÁGUA

Assinala-se hoje, 22, sob o lema “Águas subterrâneas: Tornando o invisível visível”, o Dia Mundial da Água. A água subterrânea é invisível, mas o seu impacto é visível em todos os lugares. É um tesouro escondido que temos de preservar e cuidar. Isso só é possível promovendo uma gestão da água como direito e não como negócio!

Visíveis são ainda as consequências provocadas pandemia de Covid-19, que aprofundou brutalmente as desigualdades e que, passados dois anos, não só estão longe de estar superadas, como são agravadas pela invasão da Ucrânia pela Rússia, uma guerra que, como todas as outras, urge parar imediatamente, pondo fim ao sofrimento que atinge em primeiro lugar as populações mais desfavorecidas.

Ler mais...

31 de Março | Manifestação nacional de jovens trabalhadores

Banner Manif. Jovens low 462a8

O STAL associa-se à Manifestação de Jovens Trabalhadores, promovida pela InterJovem/CGTP-IN, no próximo dia 31, no Porto e em Lisboa, e apela à participação dos jovens trabalhadores da Administração Regional e Local, e das empresas do sector das águas e resíduos, nesta acção de afirmação dos direitos e das reivindicações dos jovens, nomeadamente a uma vida digna e à estabilidade laboral, tendo o Sindicato avançado com um pré-aviso de greve – abrangendo todos os jovens trabalhadores até aos 35 anos –, no sentido de possibilitar a sua participação nesta iniciativa.

Ver cartaz

Ler mais...